Imprimir esta página
Segunda, 18 Julho 2011 20:57

Orquestra Movimento Pró-Criança recebe convite para tocar na França

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A Orquestra do Movimento Pró-Criança começa a ganhar o mundo. O grupo foi convidado para se apresentar na França no próximo ano. O convite partiu dos organizadores do Festival de Tolouse, que ofertaram hospedagem e alimentação. Segundo a gestora Espaço Maria Helena Marinho/Movimento Pró-Criança, Rosa Campello, agora será preciso conseguir apoio para bancar as despesas com as passagens.

“O pessoal de Toulouse ficou encantado com a mistura entre o erudito e o popular e a qualidade musical dos meninos. O convite é um grande presente. Agora precisamos conseguir as passagens e já estamos na batalha em busca de apoio para realizar esse grande sonho”, diz Rosa.

Na estrada – Na próxima sexta-feira (22) e no sábado (23), os meninos e meninas da orquestra deixam pela primeira vez o Recife para duas apresentações em Afogados da Ingazeira, no Sertão, a convite da Diocese do município, no Cine Teatro São José. No primeiro dia o concerto começa às 20h e no segundo está marcado para 19h30, no Bairro da Pitombeira. “Tudo foi possível graças ao apoio do Consulado do Japão e do HSBC”, explica Rosa.

A Orquestra do Movimento Pró-Criança agora está completa depois de receber novos instrumentos em abril de um grupo holandeses alunos do saxofonista Fred Berkemeier, que também ficou sensibilizado com o trabalho em uma visita que fez ao. O grupo, que se prepara também para a gravação de um disco, foi criado a partir do esforço do maestro Crisóstomo Santos e do professor Márcio Pereira.

“Antes havia aulas de piano e violino, mas não tinha uma orquestra. As aulas de violino começaram a ficar complicadas e a direção estava pensando em parar. Então tivemos a ideia de formar a orquestra”, explica Márcio. Dos treze integrantes do começo, passou para 23, sendo 19 de cordas e quatro de percussão. “Eram quatro violinos, depois veio viola, violoncelo, novos violinos e agora tem até contrabaixo. A orquestra de cordas está completa, mas faltavam ainda outros instrumentos de percussão para termos uma orquestra inteira. Com a iniciativa de Fred Berkemeier, só temos o que celebrar. A qualidade musical está cada vez mais impressionante”, comemora Crisóstomo.

A doação dos holandeses abriu novas vagas na orquestra, para percussão e contrabaixo, e os interessados em estudar e fazer parte do projeto devem entrar em contato com o Movimento Pró-Criança do Recife Antigo.

Histórias emocionantes de jovens que vão mudando a vida se misturam com os passos da Orquestra Pró-Criança. A de Bernardo José, de 16 anos, que mora com a mãe, o pai e sua irmã em Brasília Teimosa, é uma delas. No último mês de janeiro foi convidado pela Associação de Moreno e começou a dar aulas de violino para crianças da cidade todos os sábados pela manhã. Com o salário, está ajudando sua família, já comprou um computador e colocou internet em casa. Além das aulas em Moreno e das apresentações com o grupo do Pró-Criança, Bernardo formou um quarteto com três amigos e estão tocando em festas, casamentos e eventos. “Depois que a música entrou na minha vida, todo dia eu penso nela”, diz.

“Meu objetivo é dar aula, ser músico e continuar vivendo da música. Nunca mais eu deixo. A música representa para mim uma forma de esperança, um sonho possível”, emociona-se Fábio Eduardo, que completou 18 anos no último dia 2 de fevereiro. Morador do bairro do Coque, no Recife, com as economias que tinha e a ajuda do tio conseguiu comprar em março seu próprio contrabaixo. No mesmo mês foi aprovado no Conservatório Pernambucano para integrar a Orquestra Jovem. Fábio está dando aulas de musicalização infantil na escola municipal Novo Mangue. “Meu sonho é viajar o mundo fazendo música”, declara.