Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Segunda, 04 Fevereiro 2013 15:37

Guia de etiqueta sustentável para praia: movimente-se!

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

A corrida na areia queima 1,6 mais calorias do que a feita em asfalto  / Foto: Thermodynamix

 

Verão, férias, sol, água de coco… Que tal utilizar um dos cenários mais cobiçados nesta época do ano, a praia, para entrar em forma ou não sair dela? Corrida, natação, frescobol, yoga e treino funcional são alguns exercícios que podem fazer a diferença.

Se você já está na praia, apreciando a beleza da paisagem e a poucos metros do mar, por que não experimentar uma corrida na areia? O exercício é considerado um dos melhores nos quesitos condicionamento e fortalecimento muscular.

Segundo o médico ortopedista Ricardo Cury, diretor do comitê de cirurgia do joelho da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot), a atividade também é um ótimo trabalho de recuperação e propriocepção (conscientização do corpo). “A corrida em areia fofa é muito mais eficiente para trabalhar o fortalecimento de músculos inferiores e do joelho do que um trote em terrenos duros”, explicou ao portal Contra Relógio.

Alguns cuidados são fundamentais, tais como: utilizar protetor solar; fugir das inclinações da areia, que muitas praias possuem; utilizar tênis, embora pareça estranho, a areia batida (mais próxima a água) aumenta as chances de inflamação, principalmente na “planta do pé”, devido o impacto; e não esquecer de se hidratar. É válido lembrar dos melhores horários para praticar a corrida: antes das 10h e após as 16h.

De acordo com estudos norte-americanos publicados no portal da revista Runner´s World, a corrida na areia queima 1,6 mais calorias do que a feita em asfalto. Portanto, aproveite o verão e corra na praia!

 

Outra opção é nadar no mar. Mas, não tente fazer isso em praias agitadas. Escolha uma mais tranquila e, quando a maré estiver baixa, converse com um salva-vidas, marque uma distância e inicie a atividade. É importante nadar sempre ao longo da praia e nunca em direção a alto-mar.

O exercício trabalha o corpo todo e auxilia no processo de emagrecimento. Além de fortalecer a musculatura, melhora o condicionamento cardiorrespiratório.

Frescobol queima cerca de 820 calorias por hora/ Foto: Mariana Coutinho

 

O frescobol já é um velho conhecido do verão nas cidades litoraneas do país. Além do exercício em si, ainda possibilita “tirar aquela ondinha” e paquerar. Tudo o que você precisa são raquetes de madeira e uma bola de borracha oca.

A atividade, que não rotula ganhadores e perdedores, pois o único objetivo é manter a bola no ar o maior tempo possível, queima cerca de 820 calorias por hora – não há restrição de idade, peso e nem altura. O praticante ainda desenvolve força, velocidade e coordenação motora de braços e pernas.

Yoga proporciona o alívio do estresse, aprimoramento da concentração, da memória e definição corporal / Foto: Andrew Kalat

 

Para quem faz yoga, nada melhor do que realizar a atividade de frente para o mar. A prática tem a ver com o auto-conhecimento – os níveis de consciência.

Ao praticá-la ao ar livre as pessoas alcançam uma consciência pouco trabalhada nos dias atuais, de acordo com o portal Yoga na Praia. “Estamos condicionados a ambientes fechados, ar condicionado, carro, escritório, shopping, até dentro de casa. O ser humano costumava ficar fora o tempo todo, hoje tocar uma árvore, uma folha, pisar na terra úmida do orvalho da madrugada é quase um luxo em muitos lugares do mundo”, afirmou o site.

Além do auto-conhecimento, o yoga proporciona o alívio do estresse, aprimoramento da concentração, da memória e definição corporal.

 

Para os que fazem parte da geração saúde e não têm problema em acordar cedo para praticar atividade física, a onda do momento é o treinamento funcional. A prática foi criada para exercitar o corpo por completo, buscando a superação do equilíbrio, força, flexibilidade, resistência, coordenação e velocidade.

Para o educador físico Igor Borges, a atividade não era tão explorada nas academias. “Fazendo o treinamento funcional na praia podemos diversificar e aumentar a intensidade dos exercícios, já que a areia contribui bastante para isso. Sem contar que, realizado ao ar livre, é muito mais divertido para quem pratica”, afirmou ao portal Sua Dieta.

O trabalho é baseado na corrida, por isso, exige muito dos membros inferiores, trabalhando panturrilha, glúteos e coxas. Os movimentos mais comuns são: agachar, avançar, puxar, empurrar, levantar e girar, com o auxílio de cones, elásticos, bolas, cordas, bambolês, cintos de tração, escadas e até paraquedas.

Não há desculpas para não praticar exercícios no verão. Então, cuide da saúde, movimente-se!

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris