Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Quarta, 05 Junho 2013 18:11

Governo de Pernambuco investe R$ 205 milhões em ações de Meio Ambiente e Sustentabilidade

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

No Dia Internacional do Meio Ambiente, celebrado nesta quarta-feira (05/06), o governador Eduardo Campos anunciou o Plano de Aplicação para o Desenvolvimento Sustentável, para o qual será disponibilizado o valor de R$ 205 milhões. Proveniente da compensação ambiental dada pelos grandes empreendimentos instalados no Estado, o investimento vai beneficiar, principalmente, a população no entorno das 81 Unidades de Conservação (UC) existentes em todo o território pernambucano. O evento foi realizado no prédio-sede da Seplag, no bairro de Santo Amaro, e contou com a presença de vários secretários de Estado, além das equipes dos órgãos colegiados ligados à causa.

“Fomos buscar esse dinheiro das empresas que vieram para Pernambuco. Cobramos taxas que já estão disponibilizadas sem burocracia, livres de contingenciamento e carimbadas para a ação ambiental. A Secretaria de Meio Ambiente, com a fiscalização e o acompanhamento do Conselho de Meio de Ambiente e da sociedade, vai poder empregar esse recurso nas Unidades de Conservação para que possam ter vida, bem como financiar a economia verde”, explicou Eduardo, que, na ocasião, também decretou o início das obras de mais dois trechos do projeto de Renaturalização do Rio Beberibe.

Entre as ações do Plano, estão os programas de apicultura, sementeiras, ecoturismo, além da criação de uma UC na Serra do Cachorro, em São Caetano, e do primeiro Parque Marinho no Litoral da Região Metropolitana. Também foi anunciada a abertura de bolsas de mestrado e doutorado para profissionais residentes em todas as regiões do Estado e da regularização fundiária de Bita e Utinga, maior unidade de conservação de Mata Atlântica, em Suape.

 Para o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier, com a elaboração deste plano, Pernambuco sai na dianteira na formação de um novo conceito de sustentabilidade, o qual chamou “de uma sociedade tri-resiliente”. “Esse dinheiro será empregado nos pilares da sustentabilidade, que são o social, o ambiental e o econômico. Ou seja, é proteger o meio ambiente, criando emprego e renda e fortalecendo a economia”, argumentou Xavier.

 BEBERIBE - Já em curso, o projeto de Renaturalização do Rio Beberibe teve mais duas Ordens de Serviço assinadas nesta quarta-feira, totalizando um investimento de R$ 38 milhões. Desta feita, são os trechos que compreendem a ponte da Avenida Olinda até a ponte Nova Esperança (R$ 20 milhões) e da ponte Nova Esperança até a BR-101 (R$ 18 milhões). O governador destacou a importância das intervenções, sobretudo na drenagem das cidades.

“Vamos conseguir minimizar as inundações e favorecer as atividades de pesca e lazer, uma vez que trará melhorias na qualidade da água do rio com a retirada de um milhão de metros cúbicos de sedimentos”, defendeu Eduardo, lembrando que as ações da parceria público-privada do saneamento - quando 90% do esgotamento sanitário da Região Metropolitana estará concluído ao cabo de 12 anos - também irá favorecer o resgate dos rios Beberibe, Capibaribe e de outros que cortam a RMR.

Ao todo, 13 quilômetros do rio passarão pelas intervenções, beneficiando cerca de 590 mil pessoas que moram na bacia do Beberibe. Serão investidos R$ 63 milhões e o prazo de conclusão do projeto está estimado para o segundo semestre de 2014. “Essa é uma obra integrada dos governos estadual e municipal, que dialoga com a mobilidade urbana e com a educação ambiental”, resumiu o secretário de Recursos Hídricos e Energéticos, Almir Cirilo.

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris