Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Terça, 23 Julho 2013 14:39

Lançamento de livro e DVD marca jornada artística de 20 anos do Movimento Pró-Criança

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta, dia 24 de julho, às 19h, na Livraria Cultura do Paço Alfândega, no Recife, acontece o lançamento do livro Nós por nós mesmos, coleção de depoimentos e textos escritos por vários alunos do Movimento Pró-Criança, que comemora 20 anos de história com uma série de eventos neste mês de julho e em agosto. Fechando a programação de julho, no sábado, 27, data de fundação oficial da ONG, na unidade Pró-Criança dos Coelhos, haverá o lançamento do primeiro DVD do Coral Pró-Criança, às 10h, concretizando a realização de um grande sonho que só se tornou possível graças a muitos esforços e à ajuda constante da madrinha benemérita do Coral, Lena Pereira dos Santos.

A agenda segue em agosto, no dia 7, com cerimônia que conta com atrações artísticas e homenagens durante toda a manhã na Igreja da Madre de Deus, no Recife Antigo, a partir das 9h, e missa em Ação de Graças, às 11h, celebrada por Dom Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife.

O Movimento Pró-Criança é dirigido por um quinteto voluntário de aposentados, de cabelos brancos e muita vontade de viver, que vem atuando há duas décadas na Região Metropolitana do Recife, sendo considerada uma das principais estruturas do país no desenvolvimento sócio-educativo de crianças, adolescentes e jovens em situação de exclusão social. Através de atendimento e orientação médica, jurídica, psicológica e educacional e qualificação profissional, somente ao longo de 2012 foram beneficiados diretamente mais de 1,3 mil crianças, adolescentes e jovens, além de 880 pais e/ou responsáveis.

No último ano, o Pró-Criança foi homenageado pela ONU e pelo governo brasileiro entre as instituições nacionais que mais vêm contribuindo através de seus projetos para os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Neste aniversário de 20 anos do Pró-Criança, há muito o que comemorar, principalmente pela história de tantas vidas que mudaram ao longo destas duas décadas. Nomes como o do bailarino Wanderson Wanderley, que pode parecer desconhecido para os pernambucanos, mas na verdade o menino é daqui e está fazendo o maior sucesso na Áustria. Desde 2005 ele mora e trabalha, como bailarino, em Viena. Em 2006 foi contratado para integrar o grupo de dança da ópera “Carmen Cubana”. Agora dá aulas de dança por lá e está ensaiando para novas apresentações. São vidas assim que se misturam com a história do Movimento Pró-Criança e desses cinco senhores incansáveis.

Atualmente cada criança assistida pelo Pró-Criança, que sobrevive graças às doações de empresas e pessoas físicas, representa um investimento mensal de cerca R$ 180,00, garantindo aulas profissionalizantes e de arte, aulas complementares ao programa escolar trabalhadas de forma lúdica para incentivar um maior rendimento na escola, aulas de cidadania, alimentação e transporte. O valor médio varia de ano a ano.

De acordo com o presidente da instituição, Sebastião Barreto Campello, um dos principais passos que vem com o amadurecimento da maioridade é a realização de novas ações focadas principalmente no pós Pró-Criança. “Estamos em entendimento com financiadores e com o Sebrae, por exemplo, para desenvolver um programa de supervisão de crédito por voluntários para ajudar na abertura do próprio negócio para aqueles alunos que terminam os estudos”, explica. A abertura de vagas no mercado de trabalho através de parcerias também é outra iniciativa.

O fotógrafo Júnior Santos é outro belo exemplo da luta dos cinco senhores que se destacam nesta matéria, ex-aluno da escola de fotografia do MPC, ganhou uma bolsa graças ao seu talento e está estudando na Suíça. Tem a história de Maria Neves, que merece ser contada mil vezes. Pernambucana da terra estudada por Josué de Castro, como tantos, quando criança ela saía muito cedo de casa com a mãe e os irmãos para pegar mariscos na maré, saíam às vezes sem comer, passavam a manhã inteira trabalhando e quando voltavam cozinhavam o que tinham conseguido juntar para vender e garantir o sustento da família.

A mãe morreu quando ela tinha 11 anos. O pai biológico nunca a procurou. Maria decidiu que ia mudar de vida e via nos estudos a possibilidade de crescer. Aos 12 anos conheceu o Pró-Criança e terminou indo parar em Nova Iorque, onde fez formação de um ano na escola Alvin Ailley, instituição famosa por ter tido como aluna a pop star Madona, entre outras personalidades. Depois Maria voltou pra cá por escolha própria e hoje é professora de dança e coreógrafa no mesmo lugar onde iniciou sua carreira, no Pró-Criança.

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris