Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Sexta, 25 Abril 2014 20:30

SILVÉRIO PESSOA & LA TALVERA: UM SHOW PARA O MARCO ZERO

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Taíza Brito e Gerard Sauret

Quem lotou o auditório da Livraria Cultura, na última quinta-feira (24 de abril), no Bairro do Recife, para prestigiar a II Mostra Sesc de Literatura e Oralidades, foi brindado com um breve, mas potente show de Silvério Pessoa e do grupo occitano La Talvera. O espetáculo, chamado ForrOccitània, é de um hibridismo transbordante, com originais misturas de instrumentos e ritmos tradicionais do Sertão pernambucano e do mundo rural do sul da França. Mais um resultado das inúmeras e frutíferas pesquisas do cantor oriundo de Carpina, na Mata Norte.

Antes do show, Silvério explicou algumas de suas experiências transitando entre esses dois territórios sonoros: o Nordeste e a Occitania. Abordou como seu interesse transcende a dimensão estritamente musical e direciona-se para a busca da espiritualidade nas manifestações musicais de cá e de lá.

O legado de mais de dez anos de pesquisas entre o Brasil e a França pode ser avaliado em função da riqueza do material gerado: dois CDs gravados; uma tese de mestrado, o livro Nômade, com selo das Edições Bagaço; muitos shows aqui (com pouca divulgação) e na Occitânia (mais prestigiados), além de um farto material fotográfico e memórias que bem poderão render outro livro.

O CD ForrOccitània, foi gravado por Silvério e a Talvera, na França, em 2012. E é ainda inédito no Brasil. Já o CD Collectiu (coletivo, em Português), lançado em 2011, é fruto da gravação de Silvério com La Talvera (uma faixa) e outras bandas occitanas, ao longo dos últimos anos.

Ao assistir ao pocket show de Silvério e La Talvera, imagina-se que se o músico pernambucano poderia receber maior apoio e divulgação do trabalho. A apresentação, caso ampliada, caberia bem em um grande palco no Marco Zero. Uma aposta na qual valeria apena investir. Vale ressaltar que não há problema no espaço da Livraria Cultura, com boa infraestrutura para o show no formato apresentado, nem no evento organizado pelo Sesc, dentro do proposto pela mostra.

No palco, a cumplicidade entre os músicos é total, resultando numa explosão de sons das culturas nordestina e occitana. De um lado, Silvério e dois componentes de sua banda (bateria e guitarra), e do outro três integrantes do grupo La Talvera - Daniel Loddo (acordeom, craba – um chamativo instrumento feito do corpo de uma cabra –, cavaquinho, percussão), Céline Ricard (voz, flauta) e Fabrice Rougier (clarinete). Os demais integrantes do grupo occitano infelizmentenão puderam vir ao Brasil por restrição orçamentária.

CONEXÕES CULTURAIS

Na apresentação, Silvério disse que encontrou na Occitania “uma atmosfera, uma geografia, uma cultura, uma religiosidade e um povo semelhante ao que aprendeu a conviver na economia da cana-de-açúcar”, em Carpina.

“Quando conheci os integrantes de La Talvera, anos atrás, uma grande amizade se efetivou e começamos a sonhar juntos sobre a possibilidade de realizar não só um show, mas um projeto. Que pudéssemos vivenciar a cultura um do outro e desta convivência fazer música, trocar experiências, criar algo coletivo e ao mesmo tempo afirmar nossas músicas e identidades”, explica.

La Talvera, originária da cidade de Cordes Sur Ciel, de fato, é mais do que uma banda. É uma associação que trabalha para a preservação do patrimônio musical occitano. Suas atividades vão desde a pesquisa etnomusicológica, a edição, a difusão, a criação e a formação. Uma cultura de resistência diante da pressão globalizadora do mundo atual.

Melhor que falar sobre Silvério e ForrOccitània, é ouvir as canções, algumas das quais podem ser acessadas no site do músico aqui. Voltadas, sem dúvida, como diz Silvério, para aqueles que acreditam que as culturas que lutam por reconhecimento, fortalecem suas identidades, numa festa que sempre vai continuar. E que esta festa possa um dia ser reconhecida e vista por um público maior em Pernambuco.

 

Confira a seguir a programção completa de La Talvera no Brasil nos próximos dias:

 

- 25 de abril: conferência-show na UFPE

- 26 de abril: show com Silvério Pessoa em Arcoverde

- 28 de abril: conferência-show na Universidade de Belo Jardim

- 29 de abril: Master Class de clarinete no conservatório de música do Recife

- 30 de abril: conferência-show na Universidade de João Pessoa

Última modificação em Sábado, 26 Abril 2014 11:16

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris