Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Mostrando itens por tag: Bahia

O documentário Retratos, dos jornalistas pernambucanos Leo Tabosa e Rafael Negrão, participará da 11ª edição do Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe (Curta-SE), realizado de 12 a 17 de setembro. O vídeo também será exibido na Mostra Curto Encontro, entre 22 e 27 de agosto, em Salvador.

O curta aborda o cotidiano de seis travestis que não tiveram medo nem vergonha de assumir suas identidades. Além disso, tem como objetivo desmitificar o preconceito que, muitas vezes, impossibilita a cidadania do segmento.

Para quem ainda não teve a oportunidade de assistir o vídeo pode acessar o trailer através do http://www.youtube.com/watch?v=dvsih_Uekq0

Prêmios: melhor filme e melhor direção no Foccus-Brazil Video Fest, realizado na Flórida (EUA), em abril de 2010, melhor documentário, no Festival de Cinema Digital de Jericoacoara, Ceará (julho de 2010). Também foi vencedor no Festival de Cinema de Rio Bonito, Rio de Janeiro (agosto de 2010), eleito melhor filme pelo júri popular no Festival Universitário de Sergipe (abril de 2010) e recentemente venceu a 10ª edição do Banquete de Curtas, realizado em (julho de 2011), em Recife.

Publicado em Blog
Quinta, 16 Junho 2011 02:29

Outdoor de lixo supreende baianos

Com informações de Fabiano Prado Barreto, do Global Garbage

Os motoristas que trafegaram na Avenida Contorno de Salvador, na capital baiana, se surpreenderam com um outdoor da Bahia Marina com um inusitado aplique de lixo: pneus velhos e sacos plásticos. O lixo, colocado numa plataforma, em frente ao outdoor chamava a atenção pelo contraste com a imagem do mar limpo impressa no painel, onde podia ser lida a mensagem “Não deixe o fundo do mar virar lixeira”. A campanha da Bahia Marina para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no último dia 5 de junho, ficará na memória de quem passou pelo local.

A ação da Bahia Marina foi criada pela agência Engenhonovo com o objetivo de alertar contra o despejo de lixo na Baía de Todos os Santos e ao mesmo tempo conscientizar os soteropolitanos sobre a necessidade de preservar as nossas riquezas naturais. A ação prosseguiu com a retirada do lixo por um caminhão da Limpurb. Um ator com figurino de gari fez a retirada do material deixando o mar limpinho como deve ser. Ideia que faz refletir sobre nossos atos.

Assista aqui o making off da campanha

Publicado em Blog

limoeiro_do_norte_siba_e_fulorestaO samba e as cantigas de roda do recôncavo baiano do artista Bule Bule irão se juntar à ciranda e ao maracatu de Siba Veloso no Observa e Toca Malakoff deste fim de semana, no Bairro do Recife. Neste sábado (4/12), o projeto realizado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) enfatiza as manifestações de Pernambuco e da Bahia, numa parceria intitulada PEBA.

Essa articulação entre os dois Estados também será discutida em palestra, a partir das 16h, com participação de Gilberto Monte, diretor de Música da Fundação de Cultura do Estado da Bahia  (Funceb), e por Roberto Azoubel, representantes da Delegacia Regional Nordeste do Ministério da Cultura.

A programação musical começa com Siba e a Fuloresta, subindo ao palco às 17h30. “O show vai ter, em sua maioria, músicas do nosso trabalho mais recente Toda vez que eu dou um passo o mundo sai do lugar. Mas também tocaremos músicas do primeiro disco e composições inéditas”, adiantou o artista.

Em seguida, Bule Bule e sua banda Cacimba Nova mostram ao público um repertório diferente, baseado nas manifestações tradicionais da fronteira do recôncavo com o sertão baiano. “O público vai assistir a uma mescla de diferentes vertentes da cultura popular, como cantiga de roda, chula (modalidade de samba cantada no interior da Bahia), forró e licutixo, um tipo de samba com refrão e uma estrofe de 10 versos”, explicou.

Às 19h10, é a vez do guitarrista Luciano Magno fazer uma leitura de vários trabalhos de sua carreira, desde o primeiro disco CD Liberdade (2000) até os mais recentes Viva Dominguinhos (2009) e Forrobodó (2010). Quem fecha a noite, às 19h50, é o potiguar, radicado no Recife, Cláudio Rabeca, tocando repertório do seu primeiro disco solo intitulado Luz do Baião, que conta com música próprias e de autoria de Luiz Gonzaga e Ary Lobo.

PROGRAMAÇÃO OBSERVA E TOCA MALAKOFF

04/12
16h - PALESTRA: Conexões Nordeste
Experiência do projeto PEBA: parceria entre os Governos de Pernambuco e Bahia [Gilberto Monte - BA (Dir. Música FUNCEB) / Roberto Azoubel – Regional NE Ministério da Cultura]
17h30 - Siba e a Fuloresta (PE) e Bule-Bule (BA)
19h10 - Luciano Magno
19h50 - Cláudio Rabeca

Publicado em Blog

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris