Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Mostrando itens por tag: vídeo

videoretratos3O documentário Retratos, dos jornalistas Leo Tabosa e Rafael Negrão, que conta a história de seis travestis que exercem profissões não relacionadas à prostituição e que defendem seus direitos de cidadãs, será exibido no próximo dia 2 de dezembro no Cinema São Luiz, no Recife.

A exibição, às 20h30, acontecerá dentro da programação do 12º Festival de Vídeo de Pernambuco.

"Nosso objetivo foi desmitificar o preconceito que muitas vezes impossibilita a cidadania das travestis", explicou rafael Negrão.

O festival é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), e da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), representada pela Fundação de Cultura do Recife.

Premiação - Durante o festival serão exibidos 65 curtas-metragens. Os vídeos, divididos em mostras Geral e Universitária – serão exibidos de 29 de novembro a 3 de dezembro, no Cinema São Luiz. Os prêmios para os três primeiros lugares da Mostra Geral serão, respectivamente, de R$ 3,5 mil, R$ 2,5 mil e R$ 1,5 mil. Dois prêmios, no valor de R$ 1,5 mil cada, serão entregues aos vencedores das duas categorias da Mostra Universitária.

O Blog Viva Pernambuco recomenda!

Veja a participação do documentário Retratos em festivais:
 
III Mostra Pernambuco de Curtas e Longas-Metragens do Cine-PE (Recife)
Festival de Cinema da Cidade de Nova Iguaçu – Iguacine (Rio de Janeiro)
Festival de Jericoacoara – Cinema Digital (Ceará) – Premiado: Melhor Documentário
Festival Internacional do Cine Pobre (México)
Focus-Brazil Vídeo Fest (Fort Lauderdale – Flórida) – Premiado: Best Video e Best Direction
Curta Taquary – Festival de Cinema de Taquaritinga do Norte (Taquaritinga -  PE)
Mostra Audiovisual Fazendo Gênero 9  (Florianópolis – SC)4° Curta Cabo Frio – Festival de Cinema de Cabo Frio (Cabo Frio – RJ)I Festival de Cinema de Rio Bonito (Rio Bonito – RJ) Premiado: Melhor Documentário
15º Festival Brasileiro de Cinema Universitário (São Paulo – SP)
2º Curta Neblina – Festival Latino Americano de Cinema (Paranapiacaba – SP)
Close – Festival Nacional de Cinema da Diversidade Sexual (Porto Alegre – RS)
Mostra Internacional do Primeiro Filme (Timbaúba – PE)
II Cine Congo – Festival de Cinema do Congo (Congo – PB)
6 Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro (João Pessoa – PB)
7º CineFest Votorantim (Votorantim – SP)
32 Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano (Habana – Cuba)
II Curta Carajás Festival de Cinema ( Carajás – Pará)

Publicado em Blog

Positivas_susanna_lira
Susanna Lira apresenta "Positivas"
Exibição, com entrada gratuita, faz parte da programaçã do Ação Mulher – IV Festival do Audiovisual

Nesta quinta-feira (25), haverá exibição gratuita, no Cinema São Luiz, do documentário “Positivas”, de Susanna Lira (http://positivasofilme.blogspot.com), vencedor do prêmio de Melhor Documentário do Festival do Rio 2010. A exibição acontece dentro da programação do Ação Mulher – IV Festival do Audiovisual, que segue até o próximo sábado (27).

O documentário aborda a situação de mulheres asadas ou com parceiros estáveis, que se achavam imunes ao vírus HIV. Seguras do relacionamento e diante da ilusão de que a transmissão estava longe de seu universo aparentemente seguro, acabaram surpreendidas pela contaminação. Mulheres com idades na faixa de 50 anos contam suas histórias, numa narrativa emocionante, que pontua o filme de Susanna Lira.

Também na quinta-feira (24) tem início a Mostra Paralela de Curtas e Vídeos na Livraria Cultura, com entrada gratuita, e sessões das 10h às 12h e das 14h às 17h. A programação apresenta produções de várias épocas, entre elas o pernambucano "A Cubana" e "Acorda Raimundo Acorda", com Paulo Betti, Eliane Giardini, Zezé Motta, José Mayer. Após todas as sessões haverá debates com o público. A programação na Cultura continua na sexta-feira (26).

"Ação Mulher é um festival que adota a dinâmica de intercâmbio cultural para divulgar o cinema feito por mulheres, com temas diversos, sempre oferecendo uma janela para tratar assuntos de interesse da sociedade”, esclarece a idealizadora do evento, a escritora e produtora cultural Maria Áurea Santa Cruz, que assina a direção do festival. Maria Áurea conta com a parceria de Izolda Pedrosa desde a última edição do evento, realizada em 2008.

Tarciana Portella, cineasta, jornalista e poeta; Vera Baroni, representante da Rede de Mulheres de Terreiro de Pernambuco e a intelectual, feminista e escritora Rose Marie Muraro são as três homenageadas desta edição. A realização é da Curinga Produções Artísticas e da ONG SOS Corpo.

A agenda completa do Ação Mulher está disponível no site www.audiovisualmulher.com.

Publicado em Blog
Quarta, 24 Novembro 2010 00:33

Voluntariado é tema de mostra na internet

voluntariado1Da Prima Página, no site do PNUD

Cumprir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) requer o engajamento de milhões de pessoas. Partindo desse pressuposto, o UNV (Programa dos Voluntários das Nações Unidas) lançou em sua página na rede social Facebook uma discussão global sobre trabalho voluntário, que culminará no festival de cinema on-line 24 horas “Share the History” (Conte a História), a ser realizado em 4 de dezembro.

A iniciativa, encabeçada por 30 países, vai reunir nessa data os 12 melhores vídeos feitos por voluntários ou inspirados em suas ações pelo mundo, selecionados pelo UNV.

“O evento é aberto para que o mundo inteiro possa postar e concorrer a uma vaga no festival. Nossa ideia é que o Brasil conheça e participe. Por isso, vamos divulgar entre as agências da ONU e a pessoas aqui do país para gerar mobilização e fazermos algum vídeo”, diz Diana Karla Fonseca da Costa, assistente de operações do UNV.

Na página do Facebook da agência você pode conferir trailers de cerca de um minuto de algumas das produções que já foram selecionadas. “Mudando o Mundo On-line”, por exemplo, mostra como um colaborador que vive na Malásia ajuda uma associação de camponeses na Guatemala a redefinir a imagem dos seus produtos, enquanto outro que mora no Reino Unido coordena e ministra cursos por correspondência a refugiados de Afeganistão, Nepal e Uganda.

Já “Música Uzbeque!” revela o trabalho de jovens que atuam com a promoção da arte em diversas localidades do Uzbequistão. Em “Bem-vindo ao Kibera”, outro exemplo, um grupo de voluntários apresenta os desafios enfrentados por um milhão de habitantes de uma favela no Quênia.

“Voluntia”, por sua vez, segue um grupo de pessoas que trabalham em suas comunidades insulares do Pacífico para aumentar a conscientização sobre sexo seguro e combate a doenças como a Aids. E “Falando sobre Cólera” traz a ação da colaboradora da Cruz Vermelha Ruth Lombard Nerlande, que ensina aos desabrigados do Haiti como se proteger contra o mais recente surto de cólera do país caribenho.

Sensibilização

“A ideia é que os vídeos sirvam de exemplo do que pode ser feito por meio do voluntariado, incentivando novas pessoas que não fazem esse tipo de trabalho a se sensibilizar e a trabalhar pela causa”, completa Diana.

O festival on-line antecede as comemorações do Dia Internacional do Voluntário, em 5 de dezembro, quando uma série de colaboradores do UNV também exibirá os filmes e discutirá os enredos como parte dos eventos de celebração.

“Para atingir os ODM em nível global, os governos precisam das empresas, das ONGs e das pessoas. E em nível local, a gente percebe claramente que é necessário o envolvimento das pessoas com trabalho voluntário”, finaliza a assistente de operações do UNV.

Publicado em Viva Mundo

bannerO Ação Mulher – IV Festival do Audiovisual, que dá destaque ao olhar da mulher na história das produções audiovisuais e sua impressão do cotidiano urbano e cinematográfico, vai movimentar o Recife a partir desta segunda-feira (22) até o dia 27 de novembro, com exibição de longas, mostra competitiva de curtas e debates. O evento tem programação na Livraria Cultura, no Bairro do Recife, no Cine São Luiz, na Boa Vista, e na Regional Nordeste do MinC, na Rua do Bom Jesus, onde acontecerão as oficinas. O evento tem entrada franca.

Tarciana Portella, cineasta, jornalista e poeta; Vera Baroni, representante da Rede de Mulheres de Terreiro de Pernambuco e a intelectual, feminista e escritora Rose Marie Muraro serão as três homenageadas da edição. A realização é da Curinga Produções Artísticas e da ONG SOS Corpo.

A programação traz trabalhos como o documentário "Positivas", de Susanna Lira, vencedor do prêmio de melhor documentário do Festival do Rio/2010, e "Dias e Noites", dirigido por Beto Souza e que traz no elenco Antônio Calloni, José de Abreu, Dan Stulbach e Naura Schneider, entre outros.

"O Silêncio das Inocentes", de Ique Gazzola, conta a história da criação da Lei Maria da Penha com depoimentos da própria Maria da Penha falando da sua história. Em "Balé Pé no Chão", de Lílian Solá Santiago e Marianna Monteiro, o público poderá conhecer a trajetória de Mercedes Baptista, a primeira bailarina clássica negra do Brasil. A agenda completa está disponível no site www.audiovisualmulher.com.

Ação Mulher vai relembrar durante a programação datas importantes da história com a participação essencial de mulheres que marcaram o nosso tempo. Entre elas, os 100 anos da passeata organizada pela professora Deolinda Daltro, uma das sufragistas brasileiras, fundadora do Partido Republicano Feminino, que defendia a extensão do voto às mulheres como elemento através do qual pudesse ser reformada a situação política na "Republica Velha".

Também os 40 anos da marcha organizada por mulheres americanas, quando milhares foram às ruas em Nova Iorque, Washington, Boston, Detroit e várias outras cidades do país lideradas pela feminista Betty Friedam.

Serão rememorados também os 50 anos da visita ao Recife da escritora Simone de Beauvoir; os 35 anos da 1ª Conferência Mundial sobre a Mulher realizada na Cidade do México e instituição, no mesmo ano pela ONU, do Dia Internacional da Mulher; os 30 anos da criação dos Centros de Auto Defesa, para coibir a violência contra a mulher; e os 25 anos da criação da Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (DEAM–SP) e de muitas outras que são implantadas em estados brasileiros, inclusive no Estado de Pernambuco.

Oficinas - Além das mostras cinematográficas, o Festival realiza também as oficinas "Interpretação para Cinema e Vídeo", com Cibele Santa Cruz e "O Olhar dos Outros – produção, roteiro e direção", que será ministrada por Stella Zimmerman e Amanda Mansur. Ambas são gratuitas, mas as vagas são limitadas e terão um máximo de 25 participantes. As oficinas acontecerão entre os dias 22 e 26 de novembro, na Regional Nordeste do Ministério da Cultura (MinC), na Rua do Bom Jesus, no Bairro do Recife.

A oficina "Interpretação para Cinema e Vídeo" tem como objetivo despertar a educação artística do audiovisual, com exercícios que serão gravados a cada aula. No trabalho que será desenvolvido o participante poderá observar o seu próprio crescimento percebendo nuances de interpretação que são necessárias para a comunicação nessa linguagem. Acontecerá em um turno, durante cinco dias seguidos, sempre das 9h às 12h e é aberta ao público a partir dos 16 anos. Será ministrada por Cibele Santa Cruz, atriz, produtora, diretora teatral e produtora de elenco.

O "Olhar dos Outros" é uma oficina de iniciação ao audiovisual que pretende estimular a percepção de seus participantes e criar espectadores mais maduros e analíticos para uma recepção imagética com exercícios práticos e teóricos. As aulas culminarão na produção de um curta-metragem de ficção, em sistema HDV (vídeo digital de alta definição). A oficina será ministrada em dois turnos, das 9h às 17h, de 22 a 26 de novembro, por três instrutores da equipe de produção Stella Zimmerman, todos profissionais da área com experiência em direção, produção e roteiro. Stella Zimmerman trabalhou como produtora de elenco, diretora de produção, produtora executiva e assistente de direção em vários filmes nacionais e produções para TV, incluindo o documentário "Mulheres Brasileiras" para a TV alemã ARD.

"Ação Mulher é um festival que adota a dinâmica de intercâmbio cultural para divulgar o cinema feito por mulheres, com temas diversos, oferecendo uma janela para tratar assuntos de interesse da sociedade", explica a idealizadora do evento, a escritora e produtora cultural Maria Áurea Santa Cruz, que assina a direção do festival. Maria Áurea conta com a parceria de Izolda Pedrosa desde a última edição do evento, realizada em 2008.

Mostra - Este ano a programação inclui a Mostra Competitiva de Vídeo e Curta metragem. Realizadores de todo o Brasil inscreveram seus trabalhos, que estarão sendo julgados também na Livraria Cultura, em períodos diferentes dos horários de exibições abertos ao público. A Mostra Competitiva distribuirá R$ 12 mil em prêmios em dinheiro, que serão divididos entre o primeiro, segundo e terceiro colocados nas duas categorias: Vídeo e Curta metragem.

Publicado em Blog

O Ação Mulher – IV Festival do Audiovisual abriu inscrições para as oficinas "Interpretação para Cinema e Vídeo", com Cibele Santa Cruz, e "O Olhar dos Outros – produção, roteiro e direção", a ser ministrada pela equipe de produção de Stella Zimmerman e Amanda Mansur. Cada turma terá 25 participantes e as inscrições são gratuitas.

As organizações sociais que tiverem interesse em realizar matrículas para jovens de ambos os sexos ou mulheres do meio popular devem fazer através do site www.audiovisualmulher.com, ou de forma presencial no SOS Corpo, localizado na Rua Real da Torre, nº 593, no bairro da Madalena, no Recife. Informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 3087.2086, ramal 7021, no período da tarde.

O Festival, que dá destaque ao olhar da mulher na história das produções audiovisuais e sua impressão do cotidiano urbano e cinematográfico, também prorrogou as inscrições para a Mostra Competitiva de Vídeo e Curta Metragem. Serão R$ 12 mil em prêmios e atendendo a pedidos de cineastas de vários estados brasileiros quem quiser participar poderá entregar ou postar o seu filme até o dia 19 de novembro.

O regulamento da Mostra Competitiva e a ficha de inscrição das oficinas estão disponíveis no site www.audiovisualmulher.com. O Festival Ação Mulher será realizado entre os dias 22 e 27 de novembro, movimentando a Livraria Cultura e o Cine São Luiz, com exibição de longas, mostra competitiva de curtas e debates.

"Os filmes não precisam ter uma temática necessariamente ligada ao universo da mulher. O Festival é pensado para falar do olhar da mulher no universo audiovisual, como profissional e com suas interferências criativas em qualquer tema que se disponha a mostrar ao público", esclare a idealizadora do evento, a escritora e produtora cultural Maria Áurea Santa Cruz, que assina a direção do festival. Maria Áurea conta com a parceria de Izolda Pedrosa desde a última edição do evento, realizada em 2008.

Oficinas - As oficinas acontecerão entre os dias 22 e 26 de novembro, na Regional Nordeste do Ministério da Cultura (MinC), na Rua do Bom Jesus, no Bairro do Recife.

A oficina "Interpretação para Cinema e Vídeo" tem como objetivo despertar a educação artística do audiovisual, com exercícios que serão gravados a cada aula. No trabalho que será desenvolvido, o participante poderá observar o seu próprio crescimento percebendo nuances de interpretação que são necessárias para a comunicação nessa linguagem.

Acontecerá em um turno, durante cinco dias seguidos, sempre das 9h às 12h e é aberta ao público a partir dos 16 anos. Será ministrada por Cibele Santa Cruz, atriz, produtora, diretora teatral e produtora de elenco. Ela já fez mais de 150 filmes publicitários nacionais e internacionais e vem ministrando workshops de interpretação em vários estados brasileiros, somente no Rio de Janeiro foram dez.

Desde 1991 trabalha como produtora de elenco para televisão e cinema com os principais diretores brasileiros a exemplo de Tizuka Yamasaki, Arnaldo Jabor, João Falcão, Breno Silveira, Moacyr Góes, Lui Farias, Cláudio Torres, Cristiane D´Amato, Rosane Svartman, Marcus Figueiredo, Paulo Sérgio Almeida, José Alvarenga Jr., o português Jorge Paixão da Costa e o italiano Aurélio Grimaldi, entre outros.

O "Olhar dos Outros" é uma oficina de iniciação ao audiovisual que pretende estimular a percepção de seus participantes e criar espectadores mais maduros e analíticos para uma recepção imagética com exercícios práticos e teóricos.

As aulas culminarão na produção de um curta-metragem de ficção, em sistema HDV (vídeo digital de alta definição). A oficina será ministrada em dois turnos, das 9h às 17h, de 22 a 26 de novembro, por três instrutores da equipe de produção Stella Zimmerman, todos profissionais da área com experiência em direção, produção e roteiro. Stella Zimmerman trabalhou como produtora de elenco, diretora de produção, produtora executiva e assistente de direção em vários filmes nacionais e produções para TV, incluindo o documentário "Mulheres Brasileiras" para a TV alemã ARD. Atuou ao lado de muitos diretores, entre eles Cláudio Assis, Camilo Cavalcante, Lírio Ferreira e Paulo Caldas.

Este ano o Festival Ação Mulher ganha uma proporção internacional, com a participação de produções também de Portugal e da África lusófona. A realização do evento é da Curinga Produções Artísticas e da ONG SOS Corpo. A programação completa será disponibilizada na segunda quinzena de novembro no site.

"Ação Mulher é um festival internacional, que adota a dinâmica de intercâmbio cultural, para divulgar o cinema feito por mulheres, e com temas os mais diversos, sempre oferecendo uma janela para tratar assuntos de interesse da sociedade. A programação prevista para esta edição oferece oficinas de capacitação na linguagem do audiovisual para mulheres e público jovem do meio popular, numa perspectiva de inclusão social e de estímulo a inserção no mercado de trabalho", explica Izolda Pedrosa.

Publicado em Blog

O Ação Mulher – IV Festival do Audiovisual vai movimentar a Livraria Cultura e o Cine São Luiz com exibição de longas, mostra competitiva de curtas, oficinas e debates, tudo pensado para falar do olhar da mulher no universo audiovisual. A partir desta semana, estão abertas as inscrições para a Mostra Competitiva de Vídeo e Curta metragem, que se encerram no dia 30 de outubro, com prêmios em dinheiro, totalizando R$ 12 mil, que serão divididos entre o primeiro, segundo e terceiro colocados nas duas categorias: Vídeo e Curta metragem. O regulamento está disponível no site www.audiovisualmulher.com. O festival acontece em novembro.

Este ano o festival ganha uma proporção internacional, com a participação de produções também de Portugal e da África lusófona. Esta também é a primeira vez que o festival integra em sua programação a mostra competitiva. “A mulher pode ter participado do filme em qualquer função, diretora, roteirista, produtora, o importante é que exista uma ou mais mulheres na equipe”, esclare a idealizadora do evento, a escritora e produtora cultural Maria Áurea Santa Cruz, que assina a direção do festival junto com Izolda Pedrosa desde a última edição do evento, realizada em 2008.

A realização do evento é da Curinga Produções Artísticas e da ONG SOS Corpo. A programação completa será disponibilizada no início de novembro e o festival acontece entre os dias 22 e 27 de novembro.

“Ação Mulher é um festival internacional, que adota a dinâmica de intercâmbio cultural, para divulgar o cinema feito por mulheres, e com temas os mais diversos, sempre oferecendo uma janela para tratar assuntos de interesse da sociedade. A programação prevista para esta edição oferece oficinas de capacitação na linguagem do audiovisual para mulheres e público jovem do meio popular, numa perspectiva de inclusão social e de estímulo a inserção no mercado de trabalho”, explica Izolda Pedrosa.

Publicado em Blog

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris