Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...

Descobrir a “ordem oculta das famílias” em um trabalho que investiga dificuldades de relacionamento buscando as razões em confusões familiares atuais ou do passado. É o propósito do método terapêutico ‘Constelação Familiar’, que será repassado em forma de seminário a ser realizando dias 4 e 5 de outubro, pela Unipaz Pernambuco, na sede da instituição no Rosarinho. O seminário intitulado “A Ordem Oculta das Famílias – Constelações Familiares” será facilitado pelo psicólogo especialista em Gestalt Terapia e Terapia Sistêmica Familiar, Barthô Nigro.

O trabalho de Constelação Familiar é fundamentado na psicologia sistêmica fenomenológica, que visa dissolver antigos padrões familiares, que impedem o fluxo do amor entre os membros da família. O método foi criado por Hellinger, através da leitura do sociodrama familiar. As inscrições estão sendo feitas na sede da Unipaz, pelos telefones 3244-2742 e 97251415. Mais informações no site www.unipazrecife.org.br. O seminário é aberto ao público em geral.

De acordo com os organizadores do seminário, o trabalho possibilita perceber os mecanismos pelos quais a vida dos nossos ancestrais nos influencia, e também com mais ênfase, o que pode ser feito para mudar os padrões problemáticos. Pela ótica dos defensores desse método, as confusões familiares ocorrem quando incorporamos em nossas vidas o destino de outra pessoa, viva ou que já viveu no passado da nossa própria família, sem estarmos consciente disto.

“Passamos a repetir dos membros familiares que foram excluídos, esquecidos ou não reconhecidos no lugar que pertencia a eles. Este é um processo natural de regulação e acontece involuntariamente. A solução real pode acontecer se estas confusões forem esclarecidas e resolvidas através da colocação das constelações familiares”, explica Barthô Nigro.

Barthô Nigro é psicólogo do Departamento de Neuropsiquiatria da UFPE. Participou de Treinamento com Bert Hellinger (Criador da Terapia Sistêmica Fenomenológica). Participou do Treinamento Sul-Americano de Terapia Sistêmica-Fenomenológica de Bert Hellinger (Gunthard Weber e Jackob Shneider, fundadores do Instituto IGST Heidberg-Alemanha). Desde 1999 desenvolve o método da Constelação familiar em Pernambuco, Paraíba e São Paulo.

Publicado em Blog

kaka06

Realizar intercâmbio entre brancos e índios passando conhecimentos milenares sobre as culturas ancestrais das américas.  Este é o propósito do retiro Kuaracy-Korá ‘O círculo de Cura’ com o ambientalista e conferencista brasileiro de origem indígena tapuia, Kaká Werá. O encontro é uma realização da Unipaz Recife e acontece de 21 a 23 de outubro de 2011, no Hotel Campestre, em Aldeia, Pernambuco.  A ideia é levar aos participantes lições de vida através da natureza e proporcionar momentos de interiorização àqueles que buscam o sagrado. 

O círculo da cura é uma representação do espaço interior do ser humano em perfeita sintonia com o Cosmo e suas qualidades primordiais de expressão da vida. Integram-se ao círculo de cura os seguintes aprendizados: Porã-Hey – orações e cantos; Ambá – a construção do altar interior; a cura do espaço sagrado – a casa, o corpo e o meio ambiente”, explica Kaká Werá. As inscrições para o retiro estão sendo feitas pelos telefones 3244-2742 e 97251415 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Homem e natureza. Por meio dessa comunhão serão repassados conhecimentos das culturas ancestrais das américas, com interface na cultura e filosofias tupi-guarani. “O propósito é restabelecer o elo e a rede que compõem o homem material com sua sustentação imaterial”, explica o ambientalista.

Kaká Werá é escritor, especialista em cosmovisão e filosofia tupi-guarani e em ecossustentabilidade. É membro do Colégio Internacional dos Terapeutas e empreendedor social. Realiza cursos e vivências há mais de 15 anos na Unipaz (Universidade Internacional da Paz) e no Instituto Arapoty. Conferencista internacional, já percorreu mais de 10 países discorrendo sobre diversidade cultural, sabedoria ancestral, sustentabilidade e responsabilidade social, entre eles Inglaterra, França e EUA.

Publicado em Blog

LalaDoze Trabalhos de Hércules faz síntese de processos de desenvolvimento e aprendizado

A Unipaz Recife estará promovendo entre 23 a 25 julho o seminário “Os Doze Trabalhos de Hércules”, uma das mais completas sínteses já realizadas sobre os processos de desenvolvimento e aprendizado. A facilitadora, Lala Deheinzelin, é fundadora do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC; membro executivo do Conselho do IN-MOD (Instituto Nacional de Moda e Design) da SPFW, além de articulista da Revista Arc Design e do Portal Cultura e Mercado e Nós da Comunicação.

 As inscrições podem ser feitas na Secretaria da Unipaz, na Rua Enéas Lucena, 244, Encruzilhada, Recife, pelo fone: 3244-2742. Mais informações no site www.unipazrecife.org.br

Na linguagem de terapeutas e psicólogos, Hércules é o herói da vida cotidiana e representa o processo de conhecimento e integração de nossos três aspectos: animal, humano e divino.

“Acompanhando o herói mitológico, vemos a nossa jornada enquanto heróis do dia a dia tendo que em cada etapa enfrentar um novo aprendizado”, explica Lala Deheinzelin, acrescentando que ‘Os Doze Trabalhos de Hércules’ representam uma maneira ao mesmo tempo lúdica e profunda de vivenciar o processo evolutivo.

Segundo ressalta o coordenador geral da Unipaz Recife, Manoel Serpa Durão, o desenvolvimento deste tipo de metodologia é algo a que Lala se dedicou durante toda sua carreira e que foi sistematizado através da Bolsa Prêmio da Fundação Vitae, entre 1991 e 1993.

De acordo com Lala Deheinzelin, uma ferramenta maravilhosa para auxiliar o processo proposto pelos Doze Trabalhos é a tradução entre linguagens por semelhança e associação. “Por exemplo, fazemos a relação dos trabalhos com os signos do zodíaco realizando uma transposição do seu significado simbólico para outras linguagens, sempre aplicados aos assuntos do nosso cotidiano, uma vez que somos também heróis na busca do que acreditamos”, explica.

Ao longo do workshop os participantes vão criando uma mandala com os Doze Trabalhos, que são vivenciados através de improvisação, meditação, massagens, desenhos e música.

Para saber mais sobre La Deheinzelin:

www.laladeheinzelin.com              

www.enthusiasmo.com.br;

www.wikifuturos.com

www.criefuturos.com

Publicado em Blog

O tema "A Arte de Viver em Harmonia" será tema de seminário da Unipaz Recife, na próxima sexta-feira (10) e no sábado (12). O evento propõe-se a responder a perguntas do tipo: Como aprendermos a caminhar a dois? Como desenvolvermos sintonia em uma caminhada partilhada? Necessitamos de fato ter sempre uma pessoa par sermos felizes? É possível ser feliz sozinho?

Quem vai facilitar o trabalho será a psicóloga Leila Albuquerque. Ela estará recebendo o público para as boas vindas no dia 11, a partir das 19h, dando prosseguimento no dia seguinte, sábado, o dia todo, utilizando dinâmicas e vivências.

Além de terapêuta clínica Leila Albuquerque é terapeuta de família e casal, facilitadora de grupos (Gestalt), facilitadora dos seminários A Arte de Viver a Vida, que é coluna mestra da Formação Holística de Base, criada por Pierre Weil, para  disseminação da cultura de paz e não violência.

Serviço:
Seminário A Arte de Viver em Harmonia
Data: 11 e 12 de junho
Fone: 3244.2742
Endereço da Unipaz PE:
Rua Enéas de Lucena, 244- Rosarinho. Recife-PE
Site: www.unipazrecife.org.br.

 

Publicado em Blog

kakawerahTradições, cura e paz serão abordados no próximo seminário da Unipaz Recife, que traz como palestrante o índio de origem tapuia, terapeuta, escritor, e ambientalista, Kaká Werá.

O convidado vem proferindo palestras sobre os temas indígenas dentro do contexto mundial para a ONU e oferecendo importante contribuição no trabalho de resgate, defesa, difusão e o desenvolvimento da cultura indígena brasileira, tendo realizado projetos sociais com os povos nativos, mais especificamente das nações Guarani e Krahô. O evento tem como tema "Trilhas da Evolução: As Dimensões da Cura" e acontece dias 5 e 6 de março na sede da instituição que fica na Rua Enéas Lucena, 244, no Rosarinho, no Recife.

Kaká Werá Jecupé é fundador do Instituto Arapoty, organização voltada para a difusão dos valores sagrados e éticos da cultura indígena, membro do Colegiado e do Conselho da Unipaz (RJ), membro do CIT-Brasil, professor da disciplina de Tradição Ancestral Brasileira dos cursos da Unipaz (RJ), conferencista internacional, empreendedor social e autor de diversos livros. É índio txucarramãe (guerreiro-sem-armas), batizado entre os guaranis. Trabalha como terapeuta, fazendo uso da medicina nativa (a cura através das plantas), com as danças sagradas indígenas.

O Instituto Arapoty estuda as tradições ancestrais indígenas como forma de promover a eco-sustentabilidade e desenvolve projetos parceiros com o arquiteto Marcelo Rosenbaum, como o “João de Barro”, que procura elementos para a bioconstrução.

O seminário faz parte da grade de programação 2010 da Formação Holística de Base da Unipaz (Universidade Internacional da Paz) Pernambuco.

As inscrições podem ser feitas no site www.unipazrecife.org.br ou pelo telefone 3244.2742.

Publicado em Blog

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris