Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Sexta, 22 Fevereiro 2013 13:27

Bombeiros prometem não participar mais de ações de despejo na Espanha

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Com informações da Esquerda.net

Na última terça-feira (19/02), o despejo de Aurelia Rei, na cidade galega de Corunha, na Espanha, por atraso de um mês no pagamento do aluguel, foi evitado por uma manifestação com cerca de duzentas pessoas, convocadas pela Plataforma ‘Stop Despejos’ e que contou com a presença de um eurodeputado do Bloco Nacionalista Galego e de outros militantes da esquerda. Estão cada vez mais corriqueiras ações desta natureza do país, seja por atraso nos aluguéis ou não pagamento de parcelas de hipotécas imobiliárias. Isso em função da incapacidade financeira de muitas pessoas, afetadas pela crise que afeta não só a Espanha,mas toda a Europa, gerando situações constrangedoras como esta.

Houve alguns empurrões com os agentes policiais locais e nacionais presentes, mas os manifestantes ganharam ânimo após a chegada dos bombeiros chamados para abrir caminho ao despejo e forçar a entrada da casa da octogenária.

Mesmo ameaçados disciplinarmente, os bombeiros recusaram-se a abrir a porta da casa. Segundo o ‘Diario Vasco’, um deles empunhou um cartaz da Plataforma ‘Stop Despejos’, em solidariedade com o protesto.

Mais tarde, outro bombeiro tentou entrar na casa, mas acabou impedido pelas pessoas que se encontravam do lado de dentro. Tanto esse bombeiro como os policiais presentes ouviram uma vaia.

Solidariedade madrilena e catalã

Após ser divulgada a notícia, os bombeiros da Comunidade de Madri afirmaram o “total apoio” à atitude dos colegas galegos e se recusaram a colaborar com futuros despejos em Madri.

 A seção das ‘Comisiones Obreras’ dos bombeiros madrilenos sublinhou que eles não são “fantoches da banca nem dos seus servidores no governo” e que o seu dever é “prestar serviço à cidadania”.

Do lado dos bombeiros catalães, a seção sindical da UGT anunciou que os representantes sindicais estão de acordo em “apenas realizar a abertura de casas em situações de emergência, como diz a lei”.

Última modificação em Sexta, 22 Fevereiro 2013 13:36

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris