Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Segunda, 14 Abril 2014 14:55

Blog divulga notícias, em português, sobre processo de independência da Catalunha

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Confira abaixo o texto da carta de intenções do blog Da Catalunha para o Mundo, ancorado na página do portal de notícias Vilaweb (http://www.vilaweb.cat/), sediado em Barcelona, assinado por mim. Os que quiserem acessar o blog podem fazer através do endereço: http://blocs.mesvilaweb.cat/TaizaBrito. E também acompanhar as publicações através da Fanpage no facebook: https://www.facebook.com/DaCatalunhaparaoMundo.

 

Da Catalunha para o Mundo: Declaração de Intenções

Por Taíza Brito

2014 será um ano decisivo, não somente para o Brasil, que sediará a Copa do Mundo e vivenciará eleição presidencial, como também para a Catalunha, uma nação dentro da Espanha, com língua própria, que chega a uma encruzilhada histórica. É que lá um grande movimento social vem lutando pela realização de um referendo este ano para decidir o seu futuro político.

O processo reivindicatório de independência da Catalunha chama a atenção pelo seu caráter pacífico e democrático, diferente de outros movimentos separatistas que ganharam os holofotes mundiais pelo uso da violência. E a cada dia, a maré soberanista conquista mais terreno, impulsionada pela mobilização cidadã e política.

Diante deste fenômeno político, que ressurge ciclicamente na história da Catalunha, o governo da Espanha opõe como um muro de contenção a Constituição de 1978, que explicita a impossibilidade de secessão de um território do seu conjunto. Mas, os catalães lembram que o texto constitucional foi lavrado no ocaso da ditadura de Franco, ainda sob a ameaça do estamento militar. E diante do principio da legalidade antepõem o princípio anterior da legitimidade democrática.

Quem está atento aos acontecimentos percebe que os defensores da independência política da Catalunha não estão dispostos a dar passos atrás. Ou seja, seguem firmes no propósito de realizar o referendo marcado para 9 de novembro de 2014, de modo a poder exercer o direito à autodeterminação.

Cada lance neste intrincado xadrez vem ganhando, pouco a pouco, visibilidade internacional, o que é favorável à causa catalã, haja vista o alto grau de desconhecimento que ainda há fora do território europeu sobre o movimento independentista.

Acompanho diariamente o noticiário sobre a Catalunha, principalmente na página do Jornal Eletrônico VilaWeb, sediado em Barcelona e que goza do prestígio de ser uns dos pioneiros do jornalismo digital na Europa. Através do site, fica mais claro como, em poucos anos, a causa deixou de ser monopólio de um reduzido grupo de partidos minoritários e ganhou o coração das ruas.

Hoje, a independência ou, no mínimo, o direito a decidir, tornaram-se ideias transversais na sociedade catalã. Pessoas de todas as bandeiras ideológicas convergem em direção à corrente hegemônica do soberanismo. Chegando à constatação da necessidade de construir um projeto comum: um estado próprio para abrigar a sua nação.

Jornalista com experiência em redações de jornais de grande circulação no Brasil, sinto falta de ver o assunto estampado nas páginas das editorias de Internacional.

Uma das explicações para o tema passar desapercebido é que poucos aqui conhecem a história da formação da Espanha. Apesar da união dinástica entre os reinos peninsulares data da época do descobrimento de América, esta não supôs a perda de soberania dos mesmos. O Império Espanhol funcionava, na prática, como uma monarquia composta, na qual, por certo, Portugal também fez parte até sua independência em 1640. Já a configuração atual do Estado Espanhol tem apenas 300 anos. O que significa dizer que quase ninguém sabe que a Catalunha foi anexada, à força, à Espanha, depois de uma guerra sangrenta, em 1714, perdendo a soberania política que detinha.

Como sei disso? Morei em Barcelona por seis meses, em 2003, onde fiz um mestrado em jornalismo na Universidade Autônoma. E sou casada, há 11 anos, com um barcelonês, cujo desejo de ver a Catalunha independente é tão grande que o transporta diariamente do Brasil à sua terra natal, através do noticiário na internet, como se ali estivesse, envolvido pelo clamor que cresce e reverbera no território catalão.

Não posso ficar alheia à causa. Com tinta correndo nas veias, vejo e sinto que as notícias que tratam sobre o movimento independentista precisam transbordar para fora da Europa. Necessitam ganhar o mundo.

E quero colaborar para isso. Assim, surgiu a ideia de criar o blog Catalunha falando para o Mundo, ancorado na página de Vilaweb, cujos textos serão replicados em outro blog de minha autoria, o Viva Pernambuco (www.vivapernambuco.com).

Cada espaço, por menor que seja, que consigamos abrir através deste blog ou com ajuda de parceiros na mídia brasileira, para divulgar a causa independentista catalã, será de grande valia.

Endavant!!!

Última modificação em Segunda, 14 Abril 2014 15:10

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris