Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Quinta, 20 Novembro 2014 21:07

Não ao talebanismo

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Por Cesar Vanucci*


“O radical é alguém com os dois pés
firmementeplantados no ar.”
(Franklin Delano Roosevelt )

 

A sabedoria popular ensina de maneira singela que, nas rotinas da vida, uma coisa é uma coisa e uma outra coisa é outra coisa.
Fazer oposição politica com legitimidade, altivez combativa, censurando com inabalável vigor, sem molestar regras comportamentais respeitosas, atos considerados danosos ao sagrado interesse publico; vergastar procedimentos impróprios detectados na gestão dos negócios públicos são atitudes corretas, merecedoras de aplausos. Configuram com precisão o papel atribuído aos oposicionistas no xadrez politico. Coadunam-se perfeitamente com a essência democrática.
Sair alucinadamente por aí, ocupando ruas e praças, ou utilizando histericamente redes sociais para pregações carregadas de preconceitos e intolerâncias; promover passeatas com faixas contendorefrãos subversivos, pedindo “impeachment”e a substituição do regime democrático que, mercê de Deus, nos rege, por ditadura, já isso aí constitui postura inaceitável. Mais do que isso, abominável. Bate de frente com a vontade coletiva e o sentimento nacional.
É preciso que esse talebanismo sem eira nem beira, que anda botando a cara pra fora, conheça na justa amplitude a repulsa que suscita na consciência cívica brasileira. E, apesar do reconhecimento de que essas patéticas e civicamente indigentes reações estejam sendo praticadas apenas por meia dúzia de três ou quatro gatos pingados, é preciso também que a grande maioria dos democratas, tanto da oposição quanto da situação politica, não se furte a traduzir sua indignação. Faça ver a todos eles, de forma clara, que a sociedade brasileira assumiu, há um bocado de tempo, sem tergiversações, uma opção indesviável nos rumos do futuro. Rechaça toda e qualquer manifestação despojada de bom senso proveniente dessas lateralidades ideológicas incendiárias.
O anseio que povoa a alma brasileira é a construção, com o concurso das forças politicas e segmentos produtivos, de um Estado social e economicamente pujante.De um Estado cioso das prerrogativas e privilégios que só a democracia temcondições plenas de assegurar. Esse compromisso com um processo civilizatório que respeite a dignidade humana não pode ser perturbado impunemente por minorias extremistas barulhentas. O povo sente-se em desconforto diante daqueles que empregamo rancorpara alvejar, gratuitamente, com palavreado pornográfico, a valorosa gente nordestina e, também, as categorias mais humildes de nossa comunidade. Quem assim se comporta para expressar rejeição descabida aos resultados de uma irrepreensível eleição, acatada por adversários sensatos e respeitosos quanto aos ditames do jogo democrático, não passa de desatinado radical.
E o radical é alguém permanentemente de mal com a vida. Alguém que tem os dois pés firmemente plantados no ar, como lembra magistralmenteFranklin Delano Roosevelt, um dos artífices da vitória aliada que lançou por terra as ambições desvairadas do radicalismo nazifascista.

* O jornalista César Vanucci (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) escreve para o Blog Viva Pernambuco semanalmente.

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris