Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Terça, 23 Fevereiro 2010 12:12

Campanha usará Correios para conscientização

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

aids02A Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) lançou na terça-feira passada (9/2) uma campanha de combate a Aids que será aplicada inicialmente em 120 agências no Distrito Federal, na Bahia e no Amazonas. A campanha faz parte de uma iniciativa piloto mundial que tem como objetivo usar as agências postais para conscientizar as pessoas dos cuidados necessários para evitar o contágio. A campanha tem apoio do Escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil.

No Brasil, a campanha é mais abrangente que nos outros países que fazem parte do projeto piloto (Burkina Faso, Camarões, China, Estônia, Mali e Nigéria). Segundo o coordenador Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) no Brasil, Pedro Chequer, nos outros países a abordagem leva em conta apenas o aviso para que as pessoas se cuidem, mas não dá dicas de como elas devem fazer isso.

“A campanha original fala proteja-se a si mesmo, mas não diz como. Nós negociamos uma mudança da campanha global no Brasil, que tem uma abordagem mais direta sobre a Aids”, explicou Chequer.

O representante da Organização Internacional do Trabalho, Christian Ramos Veloz, diretor adjunto do Escritório no Brasil, disse que a organização é co-patrocinadora do UNAIDS e parte importante na luta contra o HIV / Aids para eliminar o estigma e a discriminação no local de trabalho, incluindo a manutenção e acesso ao emprego.
Ele também notou que a campanha é inovadora por seu potencial de mobilização e informação sobre HIV / Aids, pois a ECT está presente em todos os mais de 5.000 cidades brasileiras. Além disso, disse que a Conferência Internacional do Trabalho, principal evento anual da OIT, deverá adotar uma nova recomendação sobre o HIV / Aids no local de trabalho, em junho de 2010.

Nas 120 agências dos Correios selecionadas para a primeira fase da campanha, os cidadãos terão acesso a seis cartões postais que alertam para o uso dos preservativos, sobre como evitar o contágio da Aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis, cuidados especiais para as gestantes e explicações para evitar a discriminação. Os cartões são distribuídos gratuitamente e são acompanhados de um folheto explicativo sobre a Aids e as formas de contágio.

Nesta terça-feira, também foram lançados um carimbo e um selo comemorativos que buscam disseminar a campanha da luta contra a Aids. A iniciativa conta ainda com um site ( www.correioscontraaids.org.br) que traz informações sobre a doença e permite o download dos cartões postais da campanha.

Nas cidades que fazem parte do projeto piloto, o Correio enviará 800 mil correspondências domiciliares com informações da luta contra a Aids. A expectativa do governo é que até 2012 todas as agências dos Correios no país integrem a campanha.

Fonte: OIT

Última modificação em Segunda, 01 Março 2010 14:36

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris