Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...

Linha Editorial

"Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

Em 2003, abri mão do cargo de editora de Vida Urbana do Diario de Pernambuco, no Recife, no qual trabalhava desde 1999, para ir à Espanha, onde havia sido aceita na posgraduação "A Comunicação dos Conflitos e da Paz", da Universidade Autônoma de Barcelona.
Alguns amigos próximos acharam que a "troca" de um cargo de destaque em um jornal conceituado por um curso no exterior era uma loucura. Contudo, o que me movia era mais forte do que os apelos para desistir daquele projeto e segui adiante. Na bagagem, levava o desejo de conhecer experiências de profissionais distintos no que se convencionou como Mídia Construtiva.
A experiência foi maravilhosa. Eu e os demais alunos da turma, entre brasileiros, espanhóis e latino-americanos da Colômbia e Venezuela, fomos apresentados a este universo por professores das mais diversas especialidades. Entre eles, do Departamento de Jornalismo da Autônoma, profissionais de TV acostumados em cobertura de guerras, especialistas em áreas como Política Internacional, Terrorismo, Islamismo, Economia Global, e professores convidados da Tunísia, Angola, México, Venezuela, Argentina e Irlanda do Norte.
A proposta do curso, ministrado da Escola de Posgraduação da universidade e gerenciado pelo Departamento de Jornalismo do Centro de Comunicações da Autônoma, é dar ferramentas para que jornalistas qualifiquem a cobertura dos mais diversos conflitos mundiais e se capacitem para atuarem como mediadores da paz, onde quer que trabalhem.
Retornei para o Brasil com muitos projetos, mas o destino me fez entrar novamente na roda viva do jornalismo cotidiano. Fui convidada a trabalhar no jornal A Crítica, de Manaus, onde passei os anos de 2004 e 2005, e exerci as funções de editora executiva e diretora de Redação.
De volta ao Recife, atuei, em 2006, como chefe de jornalismo da Estação TV, depois como subeditora de Política do Jornal do Commercio do Recife, onde havia iniciado a carreira como repórter no ano de 1995, tendo passado pelas editorias de Regional, Brasil, Internacional e Economia. Assim, meus projetos e ideais de trabalhar com Mídia Cosntrtiva foram adiados.
Ao consolidar, em 2009, o projeto do Blog Viva Pernambuco, que vinha sendo maturando desde o ano anterior, quando já estava atuando na Assessoria de Imprensa da Liderança do Governo na Assembléia Legislativa, enfim comecei a colocar em prática o que havia buscado em Barcelona: trabalhar promovendo Mídia Construtiva.
Inicialmente, apresentei o projeto aos colegas de profissão Ayrton Maciel, Éricka Melo, Jailson da Paz, e à fotógrafa Teresa Maia e ao webdesigner Tiago Roffé, que aceitaram de pronto a encarar a empreitada. Por conta de compromissos profissionais, alguns deles não fazem mais parte da equipe do blog, agora tocado por mim, Éricka Melo e o fotógrafo Miguel Igreja.
Nosso desafio é produzir conteúdo de Mídia Construtiva, através de notícias e imagens que propaguem exemplos concretos de ações transformadoras. Seja nas áreas de jornalismo, literatura, música, artes, cinema, propaganda, ação social, educação, religião, meio ambiente, cultura ou qualquer outra.
O nome Viva Pernambuco foi escolhido por vários motivos. Primeiro, por entender que a vida é o bem mais precioso que possuímos. Segundo, porque viver não significa apenas respirar e ter o coração batendo, mas nos movimentarmos no sentido de contribuir para melhorar o mundo ao nosso redor.
A equipe do Blog Viva Pernambuco vai também tentar colaborar com iniciativas de cunho pessoal, associativas, organizacionais, empresariais, institucionais ou governamentais, que estejam amparadas nesta visão, divulgando suas ações.
E não estará limitada à publicação de notícias apenas originadas em Pernambuco. Por isso, o blog conta com as seções Viva Brasil e Viva Mundo, para replicar experiências geradas em outros estados e fora do país.
Tomando emprestado uma frase de Judy Rodgers, primeira diretora mundial do projeto Imagens e Vozes de Esperança (www.ive.org.br) – no qual nos inspiramos – acredito que divulgar ações positivas nos fortalece em quanto seres humanos, pois:
"Estamos num momento da história em que a humanidade necessita de um sentido sobre o que é melhor para o mundo, que tipo de futuro pode haver diante de nós e o que devemos fazer juntos para criar esse tipo de futuro. Podemos fazer muito para esclarecer isso. Mas em primeiro lugar devemos limpar as correntes de pensamento que correm em nossas mentes".
Para fortalecer esta corrente, convidamos colaboradores das mais diferenciadas esferas da sociedade, mas que têm em comum a preocupação com o bem-estar do próximo, para assinar artigos na página.
A todos que se sintam identificados com o projeto, que é antes de tudo um compromisso de trabalho vivificante, com vistas a criar imagens e histórias de possibilidades e esperança, abrimos espaço para divulgação.

Atenciosamente,
Taíza Brito, jornalista, idealizadora do Blog Viva Pernambuco

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris