Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Taiza Brito

Taiza Brito

Faz tempo que acompanho, via redes sociais, a história de Matias, contada por seus pais, Marcelo Cartaxo e Paula Laranjeira. Matias é um menino especial, nascido em uma família especial, que luta para proporcionar-lhe os tratamentos adequados para superar as deficiências consequentes de uma paralisia cerebral. Neste momento, seus pais, que moram no Recife, estão promovendo uma campanha, chamada Inclusão é Atitude, para arrecadar os recursos para que ele possa continuar um tratamento de fisioterapia intensiva que vem fazendo no Chile.
Participar da campanha é fácil. É só adquirir a camisa MAT MAT, feita pelo designer Rafa Mattos. Os pais também convidam a divulgar a campanha. para isso, tire uma foto ou selfie com a camisa, publique no facebook e convide a todos a participar. A camisa, produzida pela marca MENTOR, custa R$ 30,00 e está à venda na loja da MENTOR, no Shopping Parnamirim. Contatos podem ser feitos através do telefone (81) 3267.3511.


A experiência desta família pode ser acompanhada através do blog Matias Presente de Deus - http://matiaspresentededeus.blogspot.com.br. Abaixo reproduzo o texto do blog que resume um pouquinho desta história de superação:
MATIAS LARANJEIRA CARTAXO nasceu no Recife (PE), em 7 de dezembro de 2009, e Deus lhe reservou uma forma diferente de começar a vida. Com uma paralisia cerebral, lisencefalia e agenesia de corpo caloso diagnósticadas - fato que acarreta atraso motor e não lhe dá prognóstico clínico de suas possibilidades de andar, falar e de como se desenvolverá sua inteligência - Matias tem tido uma vida bastante agitada e abençoada. Sua rotina semanal inclui sessões de fisioterapia, terapia ocupacional, natação e fonoaudiologia, além de muitos exercícios e estímulos em casa. Mas o pequeno Matias vem surpreendendo a todos com sua personalidade tranquila e alegre, bem como o seu jeito curioso e meigo de ser! Acompanhe um pouco mais da sua linda trajetória de vida e as reflexões de mamãe e papai nesse blog especial !

Quinta, 02 Abril 2015 21:52

Voltando aos reclames governamentais

Por Cesar Vanucci *


“Os gastos com publicidade durante os governos tucanos em Minas
dariam para construir duas novas cidades administrativas.”
(Carlos Alberto Teixeira de Oliveira,
presidente da Associação dos Economistas MG)

Semanas atrás andamos comentando neste espaço o despropósito dos gastos publicitários governamentais nos níveis federal, estadual e municipal. Lembramos que a opinião pública acompanha com total desagrado essa frenética disputa por espaço midiático que os setores mencionados vivem travando com anunciantes de grande porte, ao estilo do “Magazine Luiza”, “Ricardo Eletro”, “Casas Bahia”, marcas de cerveja e de veículos. Complementamos o registro com uma momentosa ilustração. Nos últimos dias do ano transcorrido, em todos os intervalos do chamado “horário nobre”, até mesmo na hora do foguetório da despedida de 2014, nos estertores a bem dizer do mandato, o Governo de Minas manteve-se ruidosamente empenhado na divulgação de peças publicitárias na televisão chamando com insistência a atenção do distinto público para o “colosso” de realizações promovidas em favor da coletividade.

Até aquele momento, espantados com o que víamos na telinha, ainda desconhecíamos os impressionantes dados oficiais sobre os exorbitantes aportes de recursos em propaganda feitos no curso das gestões administrativas do PSDB no Estado. Não sabíamos, por exemplo, que a dinheirama aplicada sob a rubrica “publicidade” entre 2003 e 2013 daria para construir duas novas “cidades administrativas” da imponência da que foi implantada à margem da rodovia que leva ao Aeroporto Internacional de Confins. Quem nos colocou a par dessa desconcertante revelação, numa análise esmiuçada das contas públicas estampada em edição do “Mercado Comum”, março de 2015, foi o conceituado economista Carlos Alberto Teixeira de Oliveira, presidente da ASSEMG (Associação dos Economistas de Minas Gerais) e do IBEF Nacional (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças). As informações são parte de um alentado estudo que traz outros dados desnorteantes relativos à economia brasileira e mineira. No que concerne especificamente à publicidade paga pelo Governo de Minas Gerais no período reportado, o autor do trabalho se louva em levantamento feito junto ao Tribunal de Contas do Estado. Fica demonstrado que os dispêndios a esse título, em valores atualizados de 2013, atingiram a altitude everestiana de 2 bilhões, 172 milhões e 58 mil reais. Para que se possa ter uma ideia mais ampla do significado desse incrível gasto, é bom saber que a soma apontada é 27 por cento superior ao patrimônio líquido do BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais), ou seja, um bilhão setecentos e dez mil reais no final de 2013. A média anual dos recursos aplicados em publicidade pelo governo mineiro alcançou, nos períodos administrativos referidos, a impressionante cifra de 197 milhões, quinhentos e dez mil reais. Em 2013 o valor apurado foi de 254 milhões 180 mil reais.

A lembrança ainda muito acesa de que parte substancial dos reclames oficiais conferia ênfase toda especial aos assim chamados “choque de gestão” e “déficit zero”, fundamentais na programação administrativa dos governos tucanos, produz compreensível impacto no espírito popular diante de outras revelações surgidas da análise dos números da economia estadual.

A descomunal dívida pública deixada é, por exemplo, de apenasmente 88 bilhões 272 milhões 50 mil reais (Uai! E o “déficit zero”?). Valor superior à receita anual do Estado, que chegou em 2014 a 73 bilhões 347 milhões. Desponta aí, indisfarçavelmente, lembrando o que ocorre hoje em matéria de dívida pública na Comunidade Europeia das Nações, um certo toque de tragédia grega na vida financeira do Estado.

Mas não se restringem a esses dados os registros chocantes. Minas foi também o Estado que, nos últimos anos, mais se endividou em moeda estrangeira. Em dezembro do ano findo, o volume da dívida externa de Minas totalizava 9 bilhões 396 milhões, correspondendo a 21,8 por cento da receita corrente líquida. De outra parte, o relatório de gestão fiscal e o orçamento fiscal da Secretaria da Fazenda relativos ao período janeiro/dezembro de 2014 expuseram uma situação inesperada e extremamente penosa do ponto de vista da gestão financeira. Com receitas da ordem de 73 bilhões 347 milhões e despesas estimadas em 75 bilhões 512 milhões, as contas públicas acusaram um déficit de quase 2 bilhões. Isso foi detectado na precisa hora da mudança do comando administrativo.

* O jornalista Cesar Vanucci (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) é articulista colaborador do Blog Viva Pernambuco.

Voluntários da Ação da Cidadania Pernambuco Solidário realizarão um Ato Ecumênico de Oração pela Paz diante de uma mesa gigante de 300 metros, no Parque Treze de Maio, bairro da Boa Vista, centro do Recife, na tarde deste domingo (07), a partir das 15h.

A mobilização tem o objetivo de convidar a população a doar alimentos para a campanha Natal Sem Fome dos Sonhos, e deverá reunir lideranças religiosas, grupos de capoeira, artistas e representantes de comunidades carentes da Região Metropolitana e do Interior do Estado. Uma caravana da Ação da Cidadania participará da festa em Pernambuco.

Até o momento já foram arrecadadas 20 toneladas de alimentos. A mobilização prossegue até o final do ano com postos de arrecadação na Estação Recife do Metrô (segunda a sexta das 9h às 16h); no Parque da Jaqueira (sábados e domingos das 9h às 15h); e na sede da Ação da Cidadania Pernambuco Solidário, no Parque de Exposições do Cordeiro (segunda a sábado das 9h às 17h).

A campanha Natal Sem Fome dos Sonhos surgiu em 1993, no Rio de Janeiro, criada pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e logo se espalhou por todo o Brasil, recebendo apoio imediato em Pernambuco do arcebispo da época Dom Helder Câmara.

A Caravana Natal Sem Fome da Ação da Cidadania passará por Olinda (dia 12), Águas Belas (13) e Bom Jardim (21 de dezembro). As mobilizações de 2014 começaram em Poção, depois seguiu para Bayeux e Campina Grande, na Paraíba, sempre realizando o Ato Ecumênico de Oração pela Paz e a grande mesa com pães e frutas.

Imagens das mobilizações estão disponíveis no Facebook: Ação da Cidadania Pernambuco Solidário.

Mais informações pelo telefone (81) 3226 0063 ou com o coordenador Anselmo Monteiro, pelos telefones (81) 9979 9716 e (81) 9114 9716.

Sábado, 06 Dezembro 2014 23:48

Seja um anjo multiplicador!

Aqui no Blog Viva Pernambuco tento multiplicar notícias que, de algum amaneira, possam ser inspiradoras.
Desta vez, chamo a atenção para o trabalho realizado pelos Anjos Multiplicadores, do Recife, um grupo de amigos que desde 2006 se reúne anualmente para coletar alimentos e brinquedos a serem doados no Sertão Pernambucano.
No ano passado, eles entregaram 1.800 cestas básicas, 1.500 lanches e um caminhão cheio de brinquedos e a meta para 2014 é superar esse número e beneficiar mais famílias. As doações desta edição podemser feitas até dia 19 de dezembro serão entregues no dia 21.
As doações podem ser entregues a Carol, uma das integrantes do grupo, que pode ser contatada através do telefone (81) 8191.3230, ou a qualquer um dos Anjos Multiplicadores - PE.
Quem preferir, pode optar por depositar a doação na conta dos Anjos. O valor da cesta básica (2kg de cada alimento) é de R$ 35.
Os Anjos Multiplicadores pedem que a mensagem seja repassada e compartilhada ao máximo. Seja você também um anjo multiplicador!

CEDEC/ANJOS MULTIPLICADORES
Banco do Brasil
Ag: 068-X
CC: 38759-2
CNPJ CEDEC: 04.428.863/0001-15
Ainda com dúvidas sobre o projeto?
Acesse: https://www.facebook.com/anjosmultiplicadorespe

O Centro Raja Yoga Brahma kumaris, em Olinda, realiza no próximo domingo, 23 de novembro, o Festival Diwali – originário da Índia que significa "fileira de luzes”. O evento, que tem início às 17h, contará com a participação de Ida Meirelles, professora da Universidade Espiritual Mundial Brahma Kumaris, que coordena cursos de meditação e qualidade de vida, projetos, conferências e palestras tendo como principal tema o autoconhecimento para uma vida melhor, abordando a paz interior e exterior, usando a metodologia  Raja Yoga, como instrumento de educação.
“Estão convidados a participar todos aqueles interessados em abrir os horizontes para uma vida equilibrada, objetivando a melhoria de intercâmbio entre as pessoas”, explica Eliane Rangel, coordenadora do Centro Raja Yoga de Olinda, localizado na Avenida Luiz Gomes, 144, no bairro do Farol, na Cidade Alta.
Diwali - A celebração acontece na noite mais escura do outono, de Lua Nova, marcando a passagem das trevas para a luz. Tradicionalmente pequenas lâmpadas de argila com óleo são acesas para representar o triunfo do bem sobre o mal, lembrando que a centelha de luz divina habita em todos os nossos corações.
As filas de lâmpadas ensinam mais outra importante lição de união. A luz que brilha no Sol, na lua, nas estrelas, e no fogo são todas as mesmas. Ver e reconhecer aquela luz, a luz da Consciência, que se manifesta e pulsa em e por toda criação é a meta da vida. Assim, reconhecendo toda criação como uma expressão do seu Verdadeiro Ser, espalhe a luz de amor e compaixão.
As luzes de Diwali são exibidas nas portas de entrada, pelas paredes das casas, nas ruas e alamedas. Isso significa que a luz espiritual interior do indivíduo deve ser refletida do lado de fora. Deve beneficiar a sociedade. Assim, um transeunte pode ser ajudado a prevenir de tropeçar no caminho de alcançar seu destino.
Alimentar os estômagos vazios de quem tem fome, acender diyas de festança e trazer à luz àqueles que vivem na escuridão é o verdadeiro espírito de Diwali.

A peça Na Floresta a Noite é Mais Escura, que estreou no último dia 15 de novembro, no espaço O Poste, no Recife, está causando um feito inusitado no Recife em tempos de teatros fechados e público reduzido. Desde a primeira apresentação, quando ficou gente de fora por falta de espaço - onde cabem 60 pessoas -, vem tendo casa cheia. 

A peça foi criada a partir do curso Método Chekhov com Samuel Santos e segue uma narrativa baseada nos contos de fadas tradicionais: o Patinho Feio, Cinderela, João e Maria e Chapeuzinho Vermelho, trazendo como proposta uma nova perspectiva, um novo olhar. E é uma mistura do lúdico dos contos com a realidade cotidiana da sociedade, conseguida através de personagens que são elementos de fundição, que mesclam o mundo do imaginário e real, mostrando como essa linha aparentemente divisória é absolutamente tênue. 


Na montagem, a encenação tem como essência a origem de quando eles foram criados.Eram contos que não eram pensados originalmente para crianças. A peça trabalha dentro de uma visão para adultos onde o espectador é conduzido na trama e ao mesmo que é inserido nela. Plateia se enveredará numa jornada de amadurecimento tanto dos personagens clássicos ao mesmo tempo ele como homem, como ser humano. Os contos clássicos sob um prisma humanizado..

O tempo/espaço criado pela encenação é um lugar lúdico, longe do qual estamos inseridos (permite um distanciamento do espectador para análise). “Obtivemos a essência dos questionamentos e realizações do interior do homem transcritos pela linguagem simbólica e arquétipos dos contos. Buscamos a semelhança entre as dúvidas, realizações, amadurecimentos ancestrais e contemporâneos. A floresta aqui é apresentada como o inconsciente. Na Floresta a Noite é Mais Escura é uma intensa viagem ao território onde reside a profundidade dos sentimentos humanos, oscilando entre perversão e compaixão, amor e selvageria, confiança e abandono, tristeza e esperança!Um convite a um mundo desconhecido.


A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para estudantes, terceira idade e classe artística. O espaço O Poste fica na Rua da Aurora, 529, loja 1 (Prédio amarelo de esquina). Informações: (81) 8835. 6304

Quinta, 20 Novembro 2014 21:07

Não ao talebanismo

Por Cesar Vanucci*


“O radical é alguém com os dois pés
firmementeplantados no ar.”
(Franklin Delano Roosevelt )

 

A sabedoria popular ensina de maneira singela que, nas rotinas da vida, uma coisa é uma coisa e uma outra coisa é outra coisa.
Fazer oposição politica com legitimidade, altivez combativa, censurando com inabalável vigor, sem molestar regras comportamentais respeitosas, atos considerados danosos ao sagrado interesse publico; vergastar procedimentos impróprios detectados na gestão dos negócios públicos são atitudes corretas, merecedoras de aplausos. Configuram com precisão o papel atribuído aos oposicionistas no xadrez politico. Coadunam-se perfeitamente com a essência democrática.
Sair alucinadamente por aí, ocupando ruas e praças, ou utilizando histericamente redes sociais para pregações carregadas de preconceitos e intolerâncias; promover passeatas com faixas contendorefrãos subversivos, pedindo “impeachment”e a substituição do regime democrático que, mercê de Deus, nos rege, por ditadura, já isso aí constitui postura inaceitável. Mais do que isso, abominável. Bate de frente com a vontade coletiva e o sentimento nacional.
É preciso que esse talebanismo sem eira nem beira, que anda botando a cara pra fora, conheça na justa amplitude a repulsa que suscita na consciência cívica brasileira. E, apesar do reconhecimento de que essas patéticas e civicamente indigentes reações estejam sendo praticadas apenas por meia dúzia de três ou quatro gatos pingados, é preciso também que a grande maioria dos democratas, tanto da oposição quanto da situação politica, não se furte a traduzir sua indignação. Faça ver a todos eles, de forma clara, que a sociedade brasileira assumiu, há um bocado de tempo, sem tergiversações, uma opção indesviável nos rumos do futuro. Rechaça toda e qualquer manifestação despojada de bom senso proveniente dessas lateralidades ideológicas incendiárias.
O anseio que povoa a alma brasileira é a construção, com o concurso das forças politicas e segmentos produtivos, de um Estado social e economicamente pujante.De um Estado cioso das prerrogativas e privilégios que só a democracia temcondições plenas de assegurar. Esse compromisso com um processo civilizatório que respeite a dignidade humana não pode ser perturbado impunemente por minorias extremistas barulhentas. O povo sente-se em desconforto diante daqueles que empregamo rancorpara alvejar, gratuitamente, com palavreado pornográfico, a valorosa gente nordestina e, também, as categorias mais humildes de nossa comunidade. Quem assim se comporta para expressar rejeição descabida aos resultados de uma irrepreensível eleição, acatada por adversários sensatos e respeitosos quanto aos ditames do jogo democrático, não passa de desatinado radical.
E o radical é alguém permanentemente de mal com a vida. Alguém que tem os dois pés firmemente plantados no ar, como lembra magistralmenteFranklin Delano Roosevelt, um dos artífices da vitória aliada que lançou por terra as ambições desvairadas do radicalismo nazifascista.

* O jornalista César Vanucci (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) escreve para o Blog Viva Pernambuco semanalmente.

Quinta, 20 Novembro 2014 20:49

Museu da Abolição ganha ludoteca

O Museu da Abolição, no bairro da Madalena, no Recife, inaugura o novo espaço da Ludoteca, neste sábado (22), a partir das 15h. Haverá uma programação especial, que inclui jogos,oficinas de contação de histórias e de penteados afro, além de apresentações culturais do grupo de Ogans e bailarinos do balé afro Majê Mole. A abertura reverência as comemorações da Semana da Consciência Negra. O projeto é pioneiro em museus em Pernambuco e funcionará de forma permanente visando otimizar o espaço cultural do museu para oferecer à população um ambiente de práticas lúdicas e educativas, onde serão tratadas várias questões e temáticas ligadas à cultura afrobrasileira.

A Ludoteca será um espaço acessível, com acesso gratuito, para atrair e integrar todos os públicos, inclusive as pessoas com deficiência. O projeto de implantação se deu através de recursos do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) com produção executiva do Bureau de Cultura.

A ambientação do novo local é assinada pelas arquitetas Kate Saraiva e Graciely Nery que fizeram uma verdadeira reestruturação no intuito de abrigar objetos, brinquedos e jogos que irão compor o acervo da Ludoteca. “O museu já tinha disponível um espaço físico para tal, porém encontrava-se em desuso. E o projeto visou justamente aproveitar esse espaço de modo que ele esteja permanentemente oferecendo aos visitantes, sobretudo crianças e adolescentes, atividades lúdicas e de lazer a fim de preservar a memória do lugar, aproximando-os da sua história, identidade e manifestações culturais” pontua a turismóloga e produtora, Clarisse Fraga, diretora do Bureau de Cultura.

Outro ponto que ela destaca como positivo no projeto é que ele contempla a acessibilidade na adequação do espaço e acesso gratuito, na tentativa de atrair e integrar todos os públicos, inclusive as pessoas com deficiência. Além disso, a originalidade e inovação da Ludoteca refletem-se na própria constituição do espaço, já que será o primeiro existente nos museus do Estado, como também, na dinâmica de funcionamento, já que a mesma se consolidará como um espaço interativo, lúdico, recreativo e educativo onde a criança ou jovem terá a oportunidade de desenvolver a iniciativa e autonomia, enriquecendo as suas interações sociais e exercendo a cidadania.

A primeira etapa do projeto, iniciada em junho passado, culminou com a pesquisa elaborada por uma equipe de historiadores e antropólogos sobre cultura afro-brasileira com foco em brinquedos e brincadeiras. Depois, foi a vez dos brinquedistas (profissionais da área de recreação e lazer) que entraram em ação para selecionar e criar as brincadeiras baseadas nas pesquisas desenvolvidas pelos historiadores e antropólogos.
A partir de agora, um sábado por mês haverá uma programação especial com temas diversos para movimentar o espaço da Ludoteca. O funcionamento será de terça a sábado com agendamento no horário das 9h às 12h e das 14h às 17h. Informações e agendamentos pelo: (81) 3228.3228.

Sobre o Museu:

O Museu da Abolição – Centro de Referência da Cultura Afrobrasileira – é uma instituição pública federal sem fins lucrativos de acesso gratuito que tem como missão prestar serviços à sociedade através do resgate, valorização e reconhecimento do patrimônio material e imaterial dos afrodescendentes, contribuindo para o fortalecimento da cidadania do povo brasileiro.

Situado no Sobrado Grande da Madalena, edificação tombada pela Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (atual IPHAN) como Patrimônio Nacional em 28 de novembro de 1966, o Museu da Abolição foi inaugurado em 1983, e depois de ter sido fechado à visitação por duas vezes, reabriu suas portas ao público em 2005 com o objetivo de ser um museu totalmente integrado à sociedade.
Hoje, o Museu da Abolição apresenta uma exposição fruto de um trabalho de construção coletiva iniciado em 2005 junto aos segmentos da sociedade que defendem os valores e reconhecimento da cultura afrobrasileira.


SERVIÇO:

INAUGURAÇÃO DO NOVO ESPAÇO DA LUDOTECA NO MUSEU DA ABOLIÇÃO
DIA: 22/11/2014
LOCAL: MUSEU DA ABOLIÇÃO
HORÁRIO: 15H
PROGRAMAÇÃO INCLUIRÁ: abertura solene, jogos, oficinas de contação de histórias e de penteados afro, além de apresentações culturais do grupo de Ogans e bailarinos do balé afro Majê Mole

O bairro de Santo Antônio, na região central do Recife, ganhará uma nova cara. Importante área da cidade, onde se localizam o Palácio do Campo das Princesas, o Palácio da Justiça e o Teatro de Santa Isabel, o bairro agora será uma das referências na área de economia criativa. O governador de Pernambuco, João Lyra Neto, enviou à Assembleia Legislativa de Pernambuco projeto de lei autorizando a cessão por parte do Governo do Estado de dois imóveis para o Núcleo de Gestão do Porto Digital. Os locais poderão pelo prazo de 10 anos, ser utilizados para captação e instalação de empresas de tecnologia da informação e comunicação, além de atividades ligadas à gestão, administração e revitalização dos imóveis cedidos. O projeto de lei já foi distribuído para as comissões específicas daquela Casa Legislativa.

Os imóveis cedidos pelo Estado estão situados na Praça do Diário, sem número, e na rua Marquês do Recife, número 32. No primeiro, funcionou durante muitos anos como sede do jornal Diário de Pernambuco, e foi adquirido pelo estado há cerca de dez anos, quando o periódico mudou de endereço. Já o segundo abrigou o antigo Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social (Iapas). Juntos, os imóveis possuem potencial construtivo de 10 mil metros quadrados.

"Essa iniciativa é um importante passo na perspectiva de requalificar a região da Guararapes e seu entorno, contribuindo com o esforço que a Prefeitura do Recife também tem feito para a revitalização de suas áreas centrais degradadas a partir de atividades economicamente sustentáveis", destacou o governador João Lyra Neto.

O antigo prédio do Diário de Pernambuco sempre foi uma área de concentrações políticas e de luta pela democracia. Na ditadura Vargas, o advogado Demócrito de Souza Filho e o carvoeiro Manoel Elias foram assassinados nas escadarias do prédio, durante um comício que teve o sociólogo Gilberto Freyre como orador principal. O imóvel foi adquirido ainda na gestão Jarbas Vasconcelos/Mendonça Filho, e sua destinação vinha sendo estudada desde então.

O diretor presidente do Porto Digital, Francisco Saboya, afirmou que a restauração dos dois imóveis e sua transformação em edifícios empresariais ajudarão a atrair novos empreendimentos, solucionando ainda uma grande lacuna do polo. "Vamos suprir um problema real que temos no Porto, que é a insuficiência de imóveis no Recife para dar conta da nossa estratégia de expansão. Estamos perdendo empregos na área de Tecnologia da Informação por conta dessa insuficiência, inclusive. Esses imóveis atenderão a uma demanda real e existente, e hoje represada. E também ajudará a dinamizar aquela área do bairro de Santo Antônio, requalificando a região do ponto de vista urbano", explicou.

Segundo Saboya, a expectativa para a restauração dos prédios é de "dois anos, no máximo", e poderá provocar mudanças na atual estrutura do Porto Digital. "Diante do potencial desses edifícios, vamos considerar a possibilidade da transferência do Porto para o imóvel onde esteve sediado o Diário de Pernambuco, por ser um grande polo, e também por todo o valor simbólico do imóvel. Será uma decisão a ser tomada pelo conselho, obviamente, no momento adequado. Mas a área locável desses dois imóveis é similar à área que temos hoje", relatou Saboya. A sede do Porto Digital fica no Bairro do Recife, no prédio onde funcionava o Bandepe.

PORTO DIGITAL - Fundado em julho de 2000, o Porto Digital foi reconhecido como o maior parque tecnológico do Brasil em faturamento e número de empresas. Hoje, são 250 empresas instaladas no porto, sendo três incubadoras (Cais do Porto, Portomídia e CESAR), duas instituições de ensino, quatro entidades empresariais, entre outros. O Porto Digital colabora para a geração de 7.100 empregos diretos, proporcionando um faturamento anual de R$ 1 bilhão.


As metas de crescimento do Porto Digital preveem a geração de cerca de 13 mil novas vagas até 2022, totalizando 20 mil empregos nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Economia Criativa. Da mesma forma, a expectativa é dobrar o faturamento das empresas nesse cenário, contribuindo para a atração líquida de receita para o Recife de estimados R$ 1,32 bilhões por ano, já a partir de 2020.

Quem quiser contribuir com a Campanha Natal Sem Fome 2014 pode fazer a partir desta quarta-feira, 5 de novembro, quando acontecerá lançamento oficial, na Estação Recife do Metrô. Participarão do evento os voluntários da ação da Cidadania Pernambuco Solidário, a cantora Lourdinha Oliveira e a Up Town Blues Band.
Representantes da Arena Pernambuco firmaram primeira parceria da campanha deste ano, convocando os torcedores a doarem alimentos não perecíveis nos jogos deste final de semana, quando o Naútico enfrentará o Santa Cruz, no sábado, e o Sport jogará contra o Flamengo, no domingo.
A ideia é chamar a atenção do público, promover a paz nos estádios e a solidariedade com doação de alimentos como símbolo do torcedor consciente, sem esquecer que milhares de pessoas seguirão para o estádio de Metrô e que devem ajudar a preservar os equipamentos do transporte público.
Esta é a vigésima primeira edição em Pernambuco da Campanha Natal Sem Fome dos Sonhos, que arrecadará alimentos não perecíveis até o final do ano. O que for arrecadado será distribuído em comunidades carentes de todo o Estado.
Na lista dos primeiros a receber donativos estão comunidades dos municípios de Buíque, Poção, Águas Belas, Lagoa do Ouro e Belo Jardim, além do Coque (Recife), V8 (Olinda), Viana (Camaragibe) e Engenho Maranguape (Paulista).
Além da Arena Pernambuco, voluntários estão a postos para receber doações na Estação Recife do Metrô, de segunda a sexta, das 9h às 17h, e no Parque da Jaqueira aos sábados e domingos, numa parceria com o Comitê de Resgate do Dia Nacional de Ação de Graças (DNAG), que este ano será dia 27 de novembro.
Mais informações com Anselmo Monteiro pelos telefones (81) 9979 9716 e (81) 9114 9716 ou na Ação da Cidadania Pernambuco Solidário pelo telefone (81) 3226 0063.

Pagina 1 de 220

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris