Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Taiza Brito

Taiza Brito

Pelo terceiro ano, alunos do curso de Gastronomia da Faculdade dos Guararapes (FG) – integrante da rede internacional de universidades Laureate – botam a mão na massa para realizar um leilão de tortas solidário. O evento é aberto ao público e acontece na próxima sexta-feira (29), a partir das 20 horas, no auditório da FG. Ao todo, serão leiloadas pelo menos 30 opções de tortas gourmet, com vários sabores e elaborados a partir de ingredientes brasileiros, a exemplo de frutas e castanha. O lance mínimo será de R$ 30,00.

O dinheiro arrecadado com a venda das tortas será utilizado na compra de produtos que serão doados ao Asilo Doce Lar, em Jaboatão dos Guararapes. No dia da doação, serão realizadas atividades de extensão, com direito a tratamentos estéticos, além de atividades recreativas e um jantar ‘bailinho’. A ação também conta com a participação dos alunos dos cursos de Estética, Fisioterapia, Enfermagem, Turismo e Pedagogia. Mais que atender as atividades dos cursos, a intenção da iniciativa é estimular os alunos a trabalharem de maneira integrada.

Serviço:

O quê: “Terceiro Leilão Solidário de Tortas – adoçando a vida de quem precisa”

Quando: sexta-feira, dia 29 de novembro

Onde: Faculdade dos Guararapes – Rua Comendador José Didier, nº 27. Piedade – Jaboatão dos Guararapes

Horário: 20h

Quanto: entrada gratuita

Desta quinta-feira (14) até o próximo dia 18 de novembro, o Instituto Cervantes do Recife realiza a mostra de cinema: Espaço Feminino - Mulheres Diretoras no Cinema Espanhol, que reúne cinco filmes exclusivamente dirigidos por mulheres. As exibições serão legendadas em português, sempre às 18h, na Sala João Cardoso Ayres, do cinema da Fundação Joaquim Nabuco, no Derby. A entrada é gratuita.

A Fundação Joaquim Nabuco e o Ministério de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha colaboram com a realização da mostra. O Cinema da Fundação fica na Rua Henrique Dias, 609, Derby. Maiores informações com o Instituto Cervantes no telefone: (81) 3334-0450 ou com a Fundação no número: (81) 3073-6689.  

Confira a programação:

 

14/11/13

Três dias com a família (2009)

Lea precisa viajar rapidamente a Girona, onde seu avô paterno acaba de falecer. Sua família, que não lhe vê desde quando rumou para o estrangeiro, a espera. A morte do patriarca dos  Vich i Carbó é a desculpa perfeita para forçar a convivência entre seus descendentes. Os três dias que duram o velório, a missa e o enterro são um bom momento para observar esse jogo de aparências de uma burguesia conservadora na qual todos os problemas são evidentes, mas nunca explicitados. Lea rejeita este mundo hipócrita que lhe cai como uma luva.

Não recomendada para  menores de 12 anos. (+)    

 

15/11/13

O Céu gira (2005)

Na vila de Aldeaseñor, na despovoada província de Soria, restam só 14 habitantes. O mais novo tem 48 anos, a mais velha é uma anciã que nasceu em 1900. São a última geração de habitantes, depois de uma história ininterrupta de mais de oito séculos. Dentro de pouco, a vida no povoado se extinguirá sem estrépito e sem mais testemunhas. Para o visitante, esta  paisagem de planícies desertas e azinheiras se conservam totalmente intactas e virginais, sem marcas nem rastro da mudança dos tempos. Este mundo forma parte dos interesses pessoais e artísticos de um pintor, Pello Azketa, de 48 anos, que vai chegar à vila, acompanhado de sua mulher com a intenção de alugar uma nova casa e passar uma curta temporada lá. (+)    

 

16/11/13

De sua janela à minha (2011)

Violeta, Inês e Luisa são mulheres de idades diferentes, cujos dias transcorrem em aparente placidez do outro lado da janela. Os campos de trigo, o refúgio na montanha e as ruas de uma velha cidade são os lugares onde transcorrem suas vidas, sutilmente peneiradas pela luz e a beleza das lembranças. O filme se ambienta nesse passado mágico onde ainda era possível o sonho adolescente nos bosques, o olhar distante de uma mãe na aridez do deserto e a lembrança outonal da maturidade na casa fechada. Mulheres que pareciam viver em silêncio, mas cujas lembranças guardavam segredos, paixões e sonhos.  (+)     

 

17/11/13

Sete mesas de bilhar francês (2007)

Ao saber que seu pai está doente, Angela e seu filho Guille viajam para a cidade grande. Quando chegam, pouco depois de um quente amanhecer de um dia de verão, Charo, a amante de Leo, deixa Angela a par da ruína dos negócios de seu pai: um local no qual se encontram sete mesas de bilhar. Angela, então, decide tentar levar adiante o salão de bilhar. (+)  

 

 

 

 18/11/13

Coisas que nunca te disse (1996)

Don é um vendedor de casas que em seu tempo livre presta serviço voluntário. Ann trabalha em uma loja de artigos de vídeo e fotografia e seu namorado irá lhe deixar. Para tentar reconquistá-lo, ela grava um vídeo onde conta coisas que nunca lhe falou. As vidas de Don e Ann se cruzam provocando grandes mudanças. (+)

Quinta, 14 Novembro 2013 19:30

As revelações do embaixador

Por Cesar Vanucci *

 

“A guerra do Iraque poderia ter sido evitada.”

(José Mauricio Bustani, Embaixador do Brasil na França)

 

Em entrevista ao jornalista Paulo Moreira Leite, da revista “IstoÉ”, o embaixador brasileiro na França, José Mauricio Bustani, faz revelações que ajudam a entender como funcionam as coisas no terreno geo-político-econômico, neste nosso mundo velho de guerra. Mostra a quanto pode chegar o poder de influência das grandes potências em processos de decisão capazes de imprimir novos, inesperados e indesejáveis rumos nas vidas de nações inteiras.

Bustani é fundador e foi o primeiro diretor-geral da Opaq (Organização para a Proibição de Armas Químicas). A instituição acaba de ser agraciada com o Nobel da Paz. Por pressão dos Estados Unidos, o brasileiro foi afastado em 2002 do posto de presidente, por sustentar a versão de que o Iraque não dispunha de arsenal de armamento químico, nem tampouco representava ameaça à paz mundial, ao contrário do que apregoava a Casa Branca nos momentos que antecederam a invasão daquele país por tropas americanas e inglesas.

As autoridades iraquianas, segundo Bustani, já estavam comprometidas com a Opaq no sentido de aderirem ao pacto contra o emprego das armas químicas. É bom recordar que tanto os Estados Unidos quanto a Rússia, signatários com outros 148 países do pacto em questão, possuem até hoje, na avaliação do brasileiro, algo por volta, respectivamente, de 20% a 30% do arsenal que compuseram, ao longo dos anos, nessa modalidade de engenhos de destruição. O fato demonstra a suprema desfaçatez e incoerência da retórica que as superpotências adotam no combate que alegam mover à disseminação de armamentos químicos.

O diplomata brasileiro relata, com pormenores, o fato de haver sido procurado por um representante estadunidense, John Bolton, com ultimato para que deixasse a organização em 24 horas, devido à posição assumida na questão do Iraque. Explica também que o então chanceler Celso Lafer, no governo FHC, confessou saber que o governo dos Estados Unidos estava a exigir sua saída da Opaq, sem que da parte do Itamaraty fosse promovida qualquer diligência contrária à descabida pretensão.

 A ação de Washington mostrou-se eficaz. Numa inédita conferência política, convocada pelos EUA, não prevista no estatuto da instituição, a maioria dos países consultados cedeu à pressão norte-americana, opinando contrariamente à permanência de Bustani no cargo. O número de votos contrários foi quase igual ao de abstenções. O governo brasileiro de então pouco fez pelo seu representante. Não demonstrou interesse em aglutinar votos favoráveis junto a países da América Latina, Ásia e África.

A destituição do cargo, nos termos ocorridos, foi a única até hoje registrada num organismo internacional. O diplomata brasileiro, inconformado, recorreu à Organização Internacional do Trabalho. Teve ali ganho de causa, tendo sido contemplado com uma indenização, doada integralmente à Opaq.

O Embaixador do Brasil registra, ainda, no depoimento, “uma outra história que poucos conhecem”. Mandou proceder, certo dia, por suspeitas de que estivesse sendo espionado, uma varredura completa em seu gabinete na Opaq. Ao derrubar uma parede, deparou-se, tomado de espanto, com um sofisticado aparato eletrônico, na mais acabada configuração exibida nos filmes de espionagem, capaz de captar qualquer tipo de conversação. Isso aconteceu à época em que, contrariando a vontade do governo estadunidense, recusou-se a confirmar, por não constituir a verdade dos fatos apurados, a existência no Iraque do formidando estoque de armas químicas que a Casa Branca alegava existir naquele país e que deu origem à devastadora guerra desencadeada pelo xerife Bush, com a prestimosa ajuda de seu fiel aspençada, Toninho Blair.

Guerra essa, como sabido, deflagrada em contraposição a uma expressa recomendação da ONU e dos países membros dessa organização. E que, depois da destruição do país invadido e do tétrico balanço de vidas dizimadas, várias centenas de milhares sobretudo entre a população civil, teve o “mérito” de instaurar o “invejável sistema democrático” hoje vigente, mercê de Alá e do Pentágono, nos “pacificados” domínios do antigo império persa.

* O jornalista Cesar Vanucci (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) escreve semanalmente para o Blog Viva Pernambuco.

O governador Eduardo Campos, ao lado da primeira dama, Renata Campos, participou, nesta quinta-feira (14/11), da entrega do "Selo Unicef - Município Aprovado", que nesta edição contemplou 31 municípios pernambucanos. O prêmio é um reconhecimento internacional aos projetos que buscam a melhoria do bem estar social de crianças e adolescentes. A solenidade aconteceu no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco, e marcou o lançamento da edição 2013-2016 do mesmo prêmio.

 Eduardo destacou o reconhecimento da Unicef às gestões municipais e fez a entrega simbólica de ambulâncias tipo vans para cada um dos prefeitos presentes. "É um prêmio importante. Apesar de todas as dificuldades de se gerir um município hoje, com tantas restrições no orçamento, esses gestores ainda conseguem receber um reconhecimento como esse. Temos clareza de que o novo pacto, 2013-2016, vai estimular os gestores que assumiram há um ano a se integrarem, para que possamos ter cada vez mais municípios premiados pela Unicef", disse o governador, referindo-se à próxima edição do certificado, cujas inscrições vão até o dia 06 de dezembro.

A representante do Unicef no Brasil, Antonella Scolamiero, fez um balanço das duas últimas edições, que legaram certificados a 15 municípios em 2006, e a 21 em 2008. "Essa é uma grande parceria pela infância também aqui em Pernambuco, que contou com total apoio do Governo do Estado. Pernambuco tem assumido uma posição de destaque nesse desafio tão complexo de melhoria dos indicadores sociais", afirmou Scolamiero, ressaltando os 81% de redução na taxa de mortalidade no Estado. "O Programa Mãe Coruja tem sido decisivo para esses resultados", frisou.

Também participaram da solenidade deputados, secretários estaduais, servidores públicos e representantes da sociedade civil, além da cantora Fafá de Belém, que é Amiga da Criança e do Adolescente para o Selo Unicef pela Amazônia Legal.

As premiações entregues se referem à edição 2009-2012, para a qual foram inscritos 1.265 cidades em todo o País. Dos 31 municípios pernambucanos premiados nesta edição, 22 estão vinculados ao Programa Mãe Coruja. Para a edição 2013-2016, Pernambuco tem 135 cidades habilitadas a participar. Segue abaixo a lista dos municípios premiados.

Com maior oferta do que demanda no atendimento ao câncer de mama e do colo do útero, Pernambuco tem um novo desafio no combate a essas duas doenças: divulgar junto às mulheres a necessidade do exame preventivo. Para isso o Governo do Estado iniciou, nesta quinta-feira (14/11), o Seminário Estadual de Enfrentamento ao Câncer de Mama e do Colo do Útero, no Centro de Convenções. O governador Eduardo Campos fez a abertura do evento, que reúne profissionais de saúde, gestores e representantes das sociedades científica e civil organizada.

Eduardo realçou a importância de se investir na publicidade das ações de prevenção, uma vez que o estado já oferece os exames preventivos gratuitamente pelo SUS em ambos os casos. "Aqui, temos mais oferta de exames de mamografia e citopatológico do que procura. E a partir do momento em que a mulher fica sabendo que é um direito, que tem disponível e que é importante fazer na rotina, estabelece uma cultura de ter esse cuidado, que pode salvar muitas vidas", defendeu o governador.  "A cada quatro consultas de mamografia, uma fica esperando a chegada da mulher. A de citopatologia é até mais, quase a metade. De cada duas, uma fica vazia", completou Eduardo.

Os cânceres de mama e de colo do útero são apontados como uma das principais causas  de morte entre mulheres jovens no Brasil. Se feito o diagnóstico precocemente, a enfermidade tem alto índice de cura. "É fundamental o diagnóstico precoce, para que possamos obter a meta de 100% de cura nos casos de câncer do colo do útero, e de 90% nos de mama", informou o secretário de Saúde, Antônio Carlos Figueira. Só em 2012, mais de R$ 2,4 milhões foram investidos na contratação de novos serviços para ampliar a oferta de exames de detecção do câncer do colo do útero. Este ano, já foram contratados dez novos serviços de mamografia, representando um acréscimo de 151.160 exames e um investimento de R$ 6,8 milhões.

Durante o evento, o governador ainda informou que "o Governo do Estado tem o compromisso de garantir, em até 90 dias após o diagnóstico, o atendimento indicado pelos médicos para o enfrentamento dessas doenças". Para tanto, além do Seminário e das peças publicitárias, o Estado prevê, até 2014, outra ampliação dos exames de mamografia, com a contratação de novos serviços. Atualmente, Pernambuco conta com 89 serviços de mamografia na rede pública e conveniada de saúde, além de ter implantado, desde 2010, sete serviços de Cirurgia de Alta Frequência (CAF) nos hospitais regionais do Estado para o tratamento de mulheres com diagnóstico de lesões precursoras do câncer do colo do útero. 

A  mobilização social também envolve as secretarias municipais, que, por sua vez,  procurarão associações, sindicatos, cooperativas e igrejas para reforçar a divulgação. "Há uma questão cultural machista muito forte aqui no Nordeste, mas que tem que ser superada. Para romper de vez com isso, precisaremos do envolvimento dos profissionais de saúde, para fazer os exames já no primeiro atendimento, nas unidades básicas de saúde. Vou, inclusive, pessoalmente, a partir de segunda-feira (18/11), percorrer todas as regionais de saúde do Sertão realçar a importância dessa mobilização", pontuou Figueira.

O número anual de óbitos por câncer do colo do útero, em mulheres residentes no Estado, passou de 194 em 2002, para 258 em 2011, representando um aumento de 24,80%; enquanto o número anual de óbitos por câncer de mama passou de 367 em 2002, para 569 em 2011 - um aumento de 35,51%. A população feminina do Estado de Pernambuco é de 4.635.364 mulheres.

Artistas e lideranças religiosas são esperadas no Parque Treze de Maio, a partir das 15h desta sexta-feira (15 de novembro), para a festa de 20 anos da Campanha Natal Sem Fome dos Sonhos, promovida pelo Comitê da Ação da Cidadania Pernambuco Solidário. Dentre os artistas convidados estão Nando Cordel, Ed Carlos, Tito Lívio, Cylene Araújo, Lourdinha Oliveira e Patrícia Cruz, que prometem cantar a paz em vários ritmos e canções.

As lideranças religiosas que confirmaram presença são Reverendo Jardson Gregório, da Igreja Batista do Brasil; Alexandre L'Omi L'Odó, mestre da Jurema; professor Lourenço, representando os espíritas kardecistas e o Babalorixá pai Antônio.

Diante de uma mesa com pães e frutas, de 300 metros de comprimento, lideranças religiosas, autoridades e artistas convidarão a população a festejar o Natal com solidariedade, doando alimentos, água e ração para aqueles que mais precisam, com prioridade aos atingidos pela seca.

A Banda Marcial da Polícia Militar fará a abertura do evento, que contará ainda com a animação da Frevioca e a participação especial da Banda Rhema (música gospel).

A campanha foi criada em 1993, pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, com o incentivo no Estado do arcebispo Dom Helder Câmara. Ano passado a campanha arrecadou mais de 200 toneladas de donativos.

Em 2013, por conta do agravamento da seca, as mobilizações têm sido contínuas ao longo do ano, com mais de mil toneladas já distribuídas no Agreste e Sertão e Zona da Mata.

Para festejar os 20 anos da campanha, o Comitê pretende realizar pelo menos 10 festas de lançamento da campanha. Já aconteceram atos em São Vicente Férrer (Mata Norte), Alagoinha e Poção (Agreste) e João Pessoa (PB).

As doações podem ser feitas na sede do Comitê, na Avenida Caxangá, na estação Recife do Metrô, e nos postos de troca do Dia Nacional de Ação de Graças.

Quem preferir fazer doações em dinheiro nas contas da instituição: Banco do Brasil, agência 3234-4, conta 5633-2; Bradesco, agência 1055-3, conta 9640-7; e, Banco Itaú 0713 conta 8994-1.

Mais informações na sede do Comitê, na Avenida Caxangá (Parque de Exposições do Cordeiro, por trás do Expresso Cidadão) e pelo telefone (81) 3226 0063, ou ainda com Anselmo Monteiro, coordenador da Ação Pernambuco Solidário, pelos telefones (81) 9979 9716 e (81) 9114 9716.

Da Adnews

Uma das figuras mais recorrentes na publicidade, obra de arte mais cara e famosa do mundo, a Mona Lisa de Da Vinci, foi modificada para uma campanha contra o câncer promovida pela Associação Italiana para o Estudo e a Cura do Câncer (ANT).

“La Gioconda”, como é chamada por lá, ficou careca e irá estampar os materiais de conscientização da entidade sobre a doença. A agência responsável pela peça é a Diaframma.

 

Da EcoD

Biografias são sempre inspiradoras. O gênero possibilita conhecer a fundo personalidades que admiramos e descobrir que apesar da grande trajetória são “meros mortais”. Há centenas de histórias de vida motivadoras contadas em livros.

O EcoD fez uma seleção de nove obras que contam o percurso de vida de grandes nomes do ativismo ambiental, além de uma biografia dos livros que você deve conhecer na área. Confira:

 

50 Grandes Ambientalistas: de Buda a Chico Mendes – Joy A. Palmer  

Cinquenta trajetórias inspiradoras em uma só obra. Esta proposta do livro 50 Grandes Ambientalistas, que reúne perfis narrando como personagens tão diferentes como São Francisco de Assis, Marx, Darwin, Gandhi ou Heidegger influenciaram o movimento e a história do ambientalismo. Segundo a editora, ao reunir as ideias dos principais ecologistas do século Va.C. ao XXI, este livro oferece uma fascinante visão de como a humanidade convive com a natureza, a enxerga e a pensa.

Chico Mendes: Crime e Castigo – Zuenir Ventura  

Quando o ex-editor do Jornal do Brasil, Marcos Sá, designou Zuenir Ventura para cobrir o assassinato de Chico Mendes, ele, que achava os ambientalistas “uns chatos” relutou em voar até o Acre. Duas semanas depois, porém, o repórter não só fazia uma das mais aprofundadas coberturas do caso, bem como se envolveu tanto a ponto de adotar um dos meninos da região. O resultado pode ser conferido nesta obra, que reúne a saga de Chico, os desdobramentos do seu assassinato e uma revisita a região 15 anos depois.

Caminhos da liberdade: a luta pela defesa da selva – Javier Moro  

A narrativa fascinante da obra de Javier Moro também desvenda a trajetória e o assassinato de Chico Mendes. No entanto, a saga do ambientalista é entrecortada pela vida do homem que tirou a sua, tornando-o um mártir da causa ambiental. “Ora lido como romance policial, ora como relato histórico, este livro reconstrói, com a mesma paixão com que Chico Mendes defendeu a Amazônia, o drama da ocupação da selva, que tingiu de sangue as águas que a cortam. Uma longa e silenciosa tragédia a que Chico Mendes deu voz”.

O Banqueiro dos Pobres – Muhammad Yunus  

Muhammad Yunus fez do seu trabalho um modo de ajudar as pessoas. Em 1976, o economista resolveu fundar um banco que emprestasse dinheiro às camadas mais vulneráveis da população de Bangladesh (quase a totalidade dos cidadãos do país) a juro zero. Foi a primeira vez que se ouviu falar no microcrédito. A ideia rendeu a Yunus o Prêmio Nobel da Paz em 2006. Neste livro, Yunus conta sua trajetória e a do Grameen Bank (Banco das Vilas), que hoje ajuda a 6 milhões de pessoas a montarem seu micronegócio, iniciativa que ajuda a fomentar a inclusão social e a geração de renda.

Meu Jeito de Fazer Negócios – Anita Roddick  

Considerado um dos livros de cabeceira do empreendedorismo, o “Meu jeito de fazer negócios”, da inglesa Anita Roddick, conta a história de seu empreendimento ‘The Body Shop’, uma empresa de cosméticos que, além de vender produtos naturais, com matérias-primas sem agrotóxicos, utilizam embalagens feitas de materiais recicláveis. Na autobiografia, a empresária explica como é possível liderar uma empresa mantendo a responsabilidade e a ética corporativa.

Marina – A vida por uma causa – Marília de Camargo César

“Marina está voltada para o amanhã”, assim define o cineasta Márcio Meirelles, no prefácio deste livro. A obra narra a trajetória de Marina Silva: sua infância difícil em um seringal do Acre, sua alfabetização tardia e o início de sua militância ao lado de Chico Mendes, até chegar ao poder nos cargos de senadora e ministra do Meio Ambiente, que ocupou antes de surpreender ao ser votada por mais de 20 milhões de pessoas na eleições presidenciais de 2010.

A História de Jacques Cousteau: o Homem-Peixe – Jennifer Berne  

Foi escrita para as crianças, mas esta biografia de Jacques Costeau serve para qualquer um lembrar o verdadeiro valor de um sonho. O livro conta a história do pequeno Jacques, que queria mesmo era virar um homem-peixe. Apaixonado pelo mergulho, o famoso oceanógrafo viajou pelos mares para mostrar ao mundo novas espécies de animais e plantas e também o problema da poluição dos oceanos causada por lixo e produtos químicos tóxicos.

Abraçar a Vida: Mulher, Ecologia e Desenvolvimento – Vandana Shiva  

Quando na década de 1970, a física indiana Vandana Shiva recebeu uma foto daquele que ficou conhecido como o Movimento das Mulheres de Chipko, formado por mulheres camponesas que se amarravam às árvores para impedir sua derrubada e o despejo de lixo atômico na região, decidiu abandonar a física e se tornar militante em sua terra natal. A trajetória do movimento Shiva conta neste ensaio biográfico, ainda sem tradução para o português, considerado um marco do ecofeminismo.

Sinfonia Inacabada – Lilian Dreyer  

A preservação ambiental entrava o progresso econômico? Para José Lutzenberger essa indagação é absurda, já que nenhum progresso consistente é possível sem preservação. O legado do ambientalista gaúcho que girou o mundo em defesa da natureza, com um discurso mais atual do que nunca, está imortalizada nesta obra da jornalista Lilian Dreyer.

Os 50 + Importantes Livros em Sustentabilidade  

Uma biografia das obras fundamentais para quem quer se aprofundar nos temas ambientais, o livro é uma tradução da obra “The top 50 sustainability Books”, da Universidade de Cambridge. Em suas páginas, é possível encontrar uma verdadeira discussão sobre todas as obras verdes de mais destaque já publicadas.

Quarta, 06 Novembro 2013 19:57

LBV no Novembro Azul

Iluminação especial do TBV, em Brasília, e iniciativas de conscientização nas unidades da LBV destacam apoio a campanha mundial pelo diagnóstico precoce do câncer de próstata e pela prevenção do diabetes

 

A Legião da Boa Vontade (LBV) apoia a campanha internacional Novembro Azul, que busca disseminar a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata e da prevenção do diabetes. Até o fim do mês, o Templo da Boa Vontade (TBV), em Brasília, terá iluminação especial em apoio a essa iniciativa. Em todo o mundo, monumentos, prédios públicos, pontes e igrejas são iluminados com a cor azul, em referência simbólica à luta contra esses dois males.

Neste mês a LBV intensifica, em suas 77 unidades de atendimento no país, as atividades socioeducativas para a conscientização do tema da campanha Novembro Azul. O mesmo será feito nos outros seis países onde a LBV mantém bases autônomas: Argentina, Bolívia, Estados Unidos, Paraguai, Portugal e Uruguai.

Também no TBV — monumento dedicado à Paz e símbolo do Ecumenismo sem fronteiras — serão promovidas ações em prol da campanha. Diariamente será dedicada às 18 horas, na Hora do Ângelus, uma prece ecumênica às pessoas e seus familiares que lutam ou já venceram o câncer de próstata e também em favor dos que enfrentam incluindo os familiares o diabetes.

No Recife/PE, a Instituição promoverá palestra de conscientização para os colaboradores internos e pais beneficiados pela LBV através de seus programas socioeducativos, o evento vai acontecer no dia 20, às 15h, na sede da entidade, localizada na Rua dos Coelhos, 219 – Coelhos – próximo ao Cais José Mariano.

Acompanhe a participação da LBV na campanha Novembro Azul acessando o Portal Boa Vontade (www.boavontade.com) e conheça outras ações socioeducacionais realizadas pela Legião da Boa Vontade, a partir do link www.lbv.org.

Arquitetos e urbanistas do Recife devem ficar atentos a inauguração da exposição “Cerdà e a Barcelona do Futuro – Realidade versus Projeto”, no Museu da Cidade do Recife. A mostra que inicia no dia cinco de novembro, às 19h, trará a obra do Plano de Extensão e Reforma da Cidade de Barcelona, de 1859, assinada pelo engenheiro catalão Ildefons Cerdà.

No abre da expô haverá uma discussão sobre a cidade e o território metropolitano, com a participação do curador internacional e arquiteto espanhol, Miguel Corominas. A realização do evento se deu por iniciativa do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR) e conta com a proposição do Centro Josué de Castro.

Com curadoria local da conselheira do CAU/PE Amélia Reynaldo, a mostra terá 80 painéis, vídeos, livros, peças e fotos inerentes ao Plano. A montagem original foi feita em 2009 para marcar o Ano de Cerdà em Barcelona. A versão recifense será compactada e os visitantes poderão adquirir souvenires como camisas, folders, cartazes e botons que terão venda revertida para o museu.

O PLANO – Barcelona é referência urbanística entre as cidades europeias. Expandido para além dos muros medievais, o projeto introduz o conceito da quadra como unidade primária da urbanização. Essa proposta é marco em todos os estudos de urbanismo e de urbanizações.

O URBANISTA – Ildefons Cerdà i Sunyer inicia sua formação em arquitetura, matemática, náutica e desenho em Barcelona . E em Madri ingressa na Escola de Engenheiros de Caminhos, onde se gradua em 1841. Participa na elaboração de diversas infraestruturas e projetos de rodovias, obras de saneamento e de comunicação, além de ter a oportunidade de conhecer perfeitamente o território da cidade de Barcelona.

Exposição “Cerdà e a Barcelona do Futuro – Realidade versus Projeto”

 De 05 de novembro a 04 de janeiro.

De de terça a sexta-feira, das 09h às 17h Museu da Cidade do Recife, Forte das Cinco Pontas, Bairro de São José

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris