Editor

.

Linha Editorial

  • "Mídia Construtiva é também lançar o olhar crítico sobre problemas, apontar falhas, denunciar. Contribuindo para a corrente que tenta transformar o negativo em positivo."

    Leia mais ...
Quarta, 21 Março 2012 16:02

Profecias apocalípticas

Escrito por

Por Cesar Vanucci *


“Haverá escuridão total.”
(Princesa Kaoru Nakamaru, da casa real japonesa,
alertando para os dias de trevas que se aproximam)


Os profetas do apocalipse estão com tudo e com toda prosa. Anunciam, com fervorosa convicção, que chegado o final dos tempos. Utilizam interpretações de livros sagrados de diferentes correntes do pensamento espiritual e filosófico, de códigos ditos maias, astecas, incas, egípcios, para embasar suas teses e teorias acerca da iminência de catástrofes avassaladoras, inimagináveis.

Este ano de 2012 vem sendo apontado como decisivo nessa linha de conjeturas. Algo muito sério, capaz de transformar tudo, de desmontar implacavelmente as estruturas de vida consolidadas nesta ilhota perdida na vastidão oceânica do espaço cósmico conhecida por Terra, está prestes a acontecer. As previsões mais propagadas dizem respeito a reações incontroláveis da Natureza, a conflito bélico com emprego de energia nuclear, a uma colisão inesperada do planeta com asteróide de grande dimensão.

Não deixa de ser intrigante anotar que, entre autores das predições sombrias, ao lado de estudiosos de fenômenos exotéricos, de fanáticos religiosos, figuram também conhecidos cientistas.

Chega-nos ao conhecimento, que da extensa relação dos profetas do holocausto faz parte também, curiosamente, impensável personagem da mais enraizada casa real das poucas que ainda resistem, no cenário mundial, ao sopro político renovador que sacode os tempos de hoje. Estou falando da casa real japonesa que, diferentemente de várias monarquias da Europa e de outros continentes, mais toleradas do que propriamente assimiladas, conserva ainda nos dias atuais vínculos de genuína sacralidade com a cultura religiosa da população. Imperador no Japão é figura transcendente. De descendência divina. Hiroito integrou o “eixo do mal” que desencadeou a 2ª Guerra Mundial. Ao contrário de Hitler e Mussolini, seus parceiros em façanhas abomináveis, garantiu-se tranquilamente no poder. Os vencedores do conflito não o chamaram a prestar contas dos malfeitos em Nuremberg. A veneração popular ao representante de uma monarquia milenar contou tanto ou mais quanto as estratégias geopolíticas em jogo, na decisão tomada de não se molestar Sua Alteza Imperial.

Entra aqui, agora, em cena a princesa Kaoru Nakamaru, figura respeitada da casa real nipônica. Uma mulher culta, com formação em política internacional e jornalismo, aclamada em 1973 pela revista “Newsweek” como “entrevistador nº 1 do mundo”, descrita pelo “Washington Post”, como “uma dessas raras mulheres com sensibilidade de destaque internacional”. Autora de 40 livros, empenhada na causa da paz, criou um Instituto com ramificações mundiais, entrevistando e contatando dignitários famosos, abrindo portas para conversações nos lugares mais difíceis. Para dar um exemplo, a Coréia do Norte.

Ela sustenta a tese de que o poder político, a riqueza, a fama não fazem as pessoas felizes e que a felicidade se projeta de corações abastecidos de amor, harmonia e paz.

Explicado tudo isto a respeito da princesa, vamos tomar conhecimento, em seguida, de incríveis declarações de sua autoria que acabam de vir a público e que se acham alinhadas com as profecias apocalípticas que correm mundo. Na “Pythagoras Conference Global 2012”, Kaoru jogou no ar afirmações inquietantes. Depois de dizer, clara e categoricamente, que se comunica com seres inteligentes de outros mundos e de registrar que no interior de nosso planeta existe uma civilização muito desenvolvida, Nakamaru revelou – olha só a precisão da data – que, de 22 de dezembro deste ano em diante, por três dias e três noites, quando a Terra vai passar para a quinta dimensão, a humanidade não conseguirá mais usar a eletricidade. “Haverá escuridão total, dia e noite sem sol, sem estrelas, sem mídia de massa, sem nenhuma informação.” Acrescentou que, em muitos lugares, uma pequena elite acredita que poderá ser salva, em cidades subterrâneas que estão implantando. Mas “essas pessoas não vão estar de fato seguras”, arrematou.

Às profecias já divulgadas, junte-se mais esse prognóstico estranho, com o registro assaz instigante de sua origem.

* O jornalista Cesar Vanucci (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) escreve para o Blog Viva Pernambuco semanalmente.

O Jockey Club de Pernambuco, no bairro do Prado, no Recife, sedia neste domingo (25), o 4º Grande Prêmio Viva Saúde de Turfe. Ao todo, serão nove páreos equilibrados, que terão início as 12h40 e término programado para às 17h10, variando entre cinco e oito cavalos na disputa em cada páreo, com um total de 54 animais inscritos. O percurso das corridas varia entre 1.000 e 1.800 metros. O tradicional Clássico, que homenageia as concessionárias da operadora Viva Saúde, também será dedicado ao falecimento do locutor Ernani Pires Ferreira, uma referência internacional nas locuções de turfe.

Os nove páreos prestam homenagem as concessionárias da Viva Saúde que são: SS Seguros, Jocross, Security, GPS, Furacão, Ecoplan, Zum Zum Zum e, por último, o Clássico Viva Saúde. A premiação do páreo principal que é o Clássico Viva Saúde é de R$ 2,2 mil, dividida em R$ 1,6 mil para o primeiro colocado, R$ 400,00 para o segundo e R$ 200,00 para o terceiro. As provas terão início às 12h40, com o primeiro páreo de 1.200 mts, que será disputado por Hurricane John, Phyllipos, Toll Free, Xarope e Zeus Garden. Às 13h10, os cavalos Best of Depigua, Eagle Vision, Ei Você, a inédita Linda Mocinha e By Brazil, entram na pista do Jockey para a disputa do segundo páreo, com 1.000 mts.

O 3º páreo está marcado para as 13h40, com 1.000 mts, tendo como concorrentes Bobby Neblina, Cheers, Skaramuska, Gaucho Man, Laranda e Zone Rouge. Para o quarto páreo marcado para as 14h10, com 1.100 mts, as raias estarão reservadas para Dupla Sorte, Bizão Negro, Senhor Kirov, Untal e o recordista Onegin que, pelo que correu na última, é a promessa desta quarta prova. No quinto páreo, considerado de difícil prognóstico já que qualquer um dos animais envolvidos pode vencer o fechar a raia, com 1.600 mts e previsto para iniciar as 14h40, concorrem Udaloi da Faxina, Fontecchio, Deuzeito, Ilano e Key Board.

Os cavalos Sentimento, Tem Virtude, Histrion Secret, Olympic Xará, Best Joice, Dayoflyght e Season Thunder, disputarão os 1.400 mts do sexto páreo. Para o sétimo, que terá início às 16h e que terá o equilíbrio como tônica, estarão reunidos Gory, Dauntless Emblem, Dia Sonhado, Super Flash, Filho do Sucesso, Afilhado do Sissi e Grand Guest. Já o oitavo páreo, também considerado complicado já que reúne animais de boa categoria, como Ferreiros, Charmant, Jujuy, Zamulá, Don Stripes e Tettore.

O Clássico Viva Saúde que começa na pista al São Marcos, duroderoer, Tiziano, Quorum M Ver encerra os páreos as 17h10, na prova dos 1.800 mts leva a pista oito cavalos No American, Campus Drive, Amigo Gaucho, El Herdeiro, Xipão, Tango Arrabalero, Under Atlantic e o craque invicto Brentley, melhor animal em atividade no Nordeste.  

Os jovens da região metropolitana do Recife que desenvolvem projetos culturais devem ficar atentos ao período de 21 a 24 de março. É que entre estas datas, serão realizadas quatro oficinas de orientação e capacitação para o Prêmio Agente Jovem de Cultura: Diálogos e Ações Interculturais, que irá disponibilizar R$ 9 mil para cada proposta selecionada. A iniciativa irá contemplar cerca de 500 projetos de todo o Brasil, com um total de R$ 5,7 milhões em apoio financeiro.

No Recife, os encontros ocorrem em três datas: dia 21, às 14h, no Pontão Sítio Trindade em Casa Amarela; dia 22, às 19h, na Federação das Quadrilhas de Pernambuco, centro;  dia 23, às 19 h, na Escola Professor Jordão Hemerenciano, no bairro de UR2; e no dia 24, às 15h, no Colégio Frei Caneca, em Camaragibe.

O edital é aberto a jovens brasileiros natos ou naturalizados e estrangeiros residentes há mais de três anos no país, distribuídos em três segmentos: Serão premiados 100 projetos da categoria Jovem adolescente (15 a 17 anos), 200 da categoria Jovem jovem (18 a 24 anos) e 200 da categoria Jovem adulto (25 a 29 anos). As propostas enviadas deverão abordar as áreas de Comunicação, Articulação e Mobilização Cultural, Cultura e Tecnologia, Pesquisa, Acervo e Diálogos Intergeracionais no Campo da Cultura, Formação Cultural, Produção e Expressão Artística e Cultural, Intercâmbios e Encontros Culturais, e Cultura e Sustentabilidade. As inscrições vão até 31 de abril e podem ser realizadas via site do MinC (http://www.cultura.gov.br/culturaviva/premio-agente-jovem-de-cultura/) ou encaminhadas via correios.

O Prêmio Agente Jovem de Cultura é uma realização do MinC, por meio da Secretaria de Cidadania Cultural, em parceria com a Secretaria-Geral da Presidência da República/Secretaria Nacional de Juventude e os ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA) e da Saúde (MS).

Serviço:

Oficinas do Prêmio Agente Jovem de Cultura

Dia 21- Pontão Sítio Trindade: Estrada do Arraial 3259, Casa Amarela, Recife-PE;

Dia 22- Federação das Quadrilhas de Pernambuco: URB Recife - Av. Conde da Boa Vista,  Recife-PE

Dia 23 - Escola Professor Jordão Hemerenciano: Av. Angra dos Reis, s/n, UR2 Recife-PE

Dia 24 - Colégio Frei Caneca: Av. Belmino Correia, Centro, Camaragibe-PE

Acesso gratuito.

Informações: (81) 3117-8439 | 8862-3767

Quarta, 21 Março 2012 15:34

Nasce o computador ecológico

Escrito por

Imagine pegar algumas garrafas pet de refrigerante e água mineral, por exemplo, e criar uma CPU de computador. Foi isso que um jovem inventor mineiro idealizou, desenvolveu e produziu um gabinete de microcomputador feito de Pet Reciclado.

E isso é possível graças a dedicação de seu criador Adriano Reis Pereira de Carvalho na realização do projeto, já que a decomposição de garrafas pet na natureza é de aproximadamente 400 anos e se encontra em rios, nascentes, cidades, ruas, bueiros e aterros, um sério problema para o meio ambiente. “Meu sonho sempre foi fazer algo de bom pelo nosso Planeta, nossa única moradia, e também gerar empregos com atitudes ecológicas e sustentáveis. Então resolvi dar uma destinação inteligente as garrafas pets descartadas”, comenta Adriano.

Além de ser bem mais leve e 12 vezes menor que um computador padrão, o ECOPC ajuda na diminuição dos gases do efeito estufa, pois no mesmo veículo de transporte podem caber até 12 vezes mais computadores, e também resolve um problema sério, que é o lixo eletrônico, além da poluição gerada pela fabricação dos gabinetes atuais de metal e plástico.

A produção em escala industrial terá início em abril, sendo que cada ECOPC custará em média 70% do valor do gabinete tradicional e terá um tempo de vida útil igual a máquina feita de outros materiais, sendo sua utilização igual de qualquer outro computador encontrado no mercado e sua configuração de hardware pode ser ajustada sob medida personalizada para a necessidade de cada cliente. Mas além da proposta ecológica tem a sustentável, a partir do uso do EcoPC o fabricante comprometesse em 3 anos comprar o equipamento de volta pelo valor de sua reciclagem, criando um ciclo de: utiliza, recicla, moderniza e coloca de volta no mercado pelo valor justo de venda.

Inovando mais uma vez, tornando-se o primeiro computador infinitamente retornável do mundo. O baixo consumo energético do ECOPC é comprovado por um laudo da Universidade Brasileira PUC-RS (única credenciada pelo INMETRO a realizar testes em computadores no Brasil).

Contra o crescimento de 6,8% de lixo no Brasil, poluição dos rios, degradação das nascentes, aumento das enchentes e com a ideia de transformar os pensamentos e atitudes dos consumidores, em suas casas, empresas, orgãos públicos e escolas, nasce o ECOPC. “Espero que esse projeto, esta iniciativa, contribua para a mudança das pessoas em relação à sustentabilidade e ecologia. Reciclar o lixo ajuda o planeta, gera empregos na fabricação, melhora a vida dos catadores de materiais reciclados, distribuindo renda, além de abrir um belo caminho de inovação e sustentabilidade. Já estamos trabalhando no tablet feito de garrafas pet recicladas. Desejo que dentro de alguns anos todos os computadores mundiais sejam feitos de materiais reciclados, isso é ser sustentável, queremos transformar lixo em ouro”, finaliza Adriano.

Fonte: Envolverde

Quarta, 21 Março 2012 15:20

Campanha realiza diagnósicos de câncer de boca

Escrito por

 

A equipe da campanha, formada por 80 pessoas, examinará três mil crianças e adultos, de porta em porta, buscando identificar casos de lesões na região bucal. De acordo com pesquisas recentes da própria instituição e validadas pelo Ministério da Saúde, estima-se que em cada ação dessas, 20% dos examinados tenham algum tipo de lesão na cavidade bucal que, se não tratadas corretamente, poderão evoluir para um câncer. Uoston Holder, idealizador e coordenador do projeto, destaca que “a campanha é buscativa e visa, sobretudo, oferecer orientações que previnam problemas mais sérios à saúde”.

 

Em dez anos de existência, o Projeto Asa Branca já visitou 51 municípios, com a realização de 81 campanhas e cerca de 170 mil pessoas foram examinadas em ações promovidas em três Estados: Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Desse público, 27. 121 adultos foram diagnosticados com lesões de boca e 1.225 crianças apresentaram lesões. Em sua maioria, os casos são tratados no município em que a campanha é promovida e alguns casos são encaminhados para o Complexo de Clínicas Odontológicas mantidos pela Faculdade Asces, em Caruaru.


Projeto Asa Branca em números

 

10 anos

51 municípios visitados

81 campanhas

 

Estados atendidos – Pernambuco (Zona da Mata Sul e Norte, Agreste e Sertão), Paraíba (Agreste da Borborema – cidades de Boqueirão e Queimadas, Sertão – cidade de Princesa Isabel e Cariri – na cidade do Congo) e Sergipe (Cidade de Canindé de São Francisco)

 

Adultos: 139.892 atendimentos, sendo diagnosticados 27.121 casos de lesões na boca

Crianças: 29.830 atendimentos, sendo diagnosticados 1.225 casos de lesões na boca

 

* Informações da Assessoria de Imprensa do Projeto Asa Branca de Combate e Prevenção ao Câncer de Boca

Quarta, 21 Março 2012 14:29

MIT vai criar lâmpada de LED 230% mais eficiente

Escrito por

 

Pesquisadores do MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachussetts, querem criar um modelo de lâmpada mais eficiente que o LED tradicional. Para isso, é preciso de um sistema capaz de gerar mais energia do que consome. Lâmpadas sempre exigiram mais eletricidade do que o necessário para produzir a luz. Isso acontece porque o processo de conversão de eletricidade para a luz é considerado ineficiente.

 

A equipe de cientistas analisou todo o processo energético necessário até que a lâmpada se ilumine. Então, concluíram que ao reduzir a tensão aplicada no bulbo de energia é possível fazer com que a saída de luz diminua de forma linear. Logo, a eficiência de uma lâmpada de LED aumenta à medida que diminui a potência de saída.

 

O resultado não afeta a quantidade de luminosidade fornecida. O problema é que este processo só é aplicável apenas quando são utilizadas quantidades minúsculas de eletricidade para ligar lâmpadas opacas. Durante a experiência, a equipe conseguiu gerar 69 picowatts de luz, a partir de 30 picowatts de energia. Picowatt é considerada uma unidade de medida de energia baixa, equivalente a 0,01 nanowatt de energia. Os cientistas aproveitaram o calor das vibrações em rede para compensar as perdas de energia elétrica. Além disso, o dispositivo reage ao calor ambiente a fim de aumentar a potência da lâmpada. O processo resfria o bulbo e poderia ser aplicado na produção

Por: Planeta Sustentável

Quarta, 22 Fevereiro 2012 20:27

O Galo da Madrugada pelas lentes de Miguel Igreja

Escrito por

Por Taíza Brito

O fotográfo Miguel Igreja é um amante das tradições de Pernambuco, que revela com luminosidade e poesia em suas fotografias. O Carnaval para ele, além de ser um momento de descontração e de alegria, é uma ótima oportunidade para registros como estes do imponente Galo da Madrugada que saudou os foliões na Ponte Duarte Coelho, no Recife, durante a Folia de Momo. Ao precisamos de mais palavras, só compartilhar com os leitores do Blog Viva Pernambuco as belas imagens com as quais ele nos presenteia. Parabéns, Miguel Igreja!

Quarta, 15 Fevereiro 2012 13:21

Carnaval & Literatura

Escrito por

É possível brincar o carnaval também através da literatura. Os livros são tão divertidos quanto cair na folia, e o melhor, você aprende e se emociona. Para quem quer curtir o carnaval de uma maneira diferente, selecionamos alguns livros que vai contagiar você.

auladecarnavalNos poemas e ilustrações do livro Aula de Carnaval e Outros Poemas (Editora Ática), de Ricardo Azevedo, a alegria do carnaval deixa de ser coisa de feriado: contagia o dia-a-dia, inspira sonhos batuqueiros, vira matéria na escola – com aula de viola, cavaquinho e pandeiro. Até o insistente barulho do despertador transforma-se em uma animada marchinha. Aula de carnaval está aí para convidar o leitor a entrar num cordão que festeja a vida, a cada dia.

Já no livro O carnaval dos animais (Editora Ediouro), os contos de Moacyr Scliar usam como ponto de partida sugestões provenientes do cotidiano e próximas das vivências do escritor e do leitor. O cenário da maioria das histórias é Porto Alegre, e as características conhecidas do espaço conferem natureza verista às narrativas.

carnavaldosanimais

O País do Carnaval (Editora Cia das Letras), publicado em 1931 é o primeiro romance de Jorge Amado, escrito quando ele tinha apenas 19 anos. O livro surpreendeu a crítica: um livro crítico e contestador sobre a ética – ou falta dela – dos intelectuais da época diante da situação social e política do Brasil às vésperas da revolução de 30, liderada por Getúlio Vargas. Expressa o clima intelectual da época, marcado pela ideia de crise e incerteza. Jorge Amado surpreendeu a crítica e o público com sua aguçada crítica política.

opaisdocarnaval-200x300

Quarta, 15 Fevereiro 2012 12:59

Prepare-se para os dias de folia

Escrito por

cerpentinas

O carnaval é uma das épocas mais esperadas do ano. Muito sol, calor, agitação, festas e diversão. Só que para aproveitar de forma saudável tudo o que esse feriado prolongado pode oferecer, são necessários cuidados especiais com nossa alimentação e hidratação. Por isso é importante se preparar para esses dias.

Antes de ir para a folia prefira uma refeição leve à base de carboidratos como pães, batatas, massas e cereais, ela é indicada pois é uma enorme fonte de energia rapidamente assimilada pelo organismo. Barras de cereais e frutas secas também são ótimas fontes de energia, além da praticidade que elas oferecem. Frutas, legumes e verduras são muito bem vindos, pois contêm alto teor de água em suas composições. O consumo de alimentos gordurosos como manteiga, creme de leite, queijos amarelos, doces e carnes deve ser evitado, eles são de difícil digestão e causam uma sensação de cansaço e indisposição.

Durante as festas e por estarmos no verão é comum a temperatura do corpo subir e com isso perdemos muita água e sais minerais pelo suor. É interessante levar uma garrafa de água, isotônicos, suco ou água de coco, pois dessa forma é possível manter o corpo hidratado. Fique atento ao consumir bebidas armazenadas em isopores, o gelo pode não ser filtrado e provocar a transmissão de alguns vírus.

Escolha roupas soltas e leves para ter mais liberdade ao se movimentar, não fazendo com que o corpo esquente demais. Prefira calçados confortáveis e arejados, evitando o aparecimento de bolhas e feridas. Procure não ficar muito tempo exposto ao sol e não esqueça de se proteger com filtro solar (que deve ser reaplicado a cada duas horas), óculos escuros, boné e etc.

Agora é começar a preparação para os quatro dias de muita diversão e samba no pé, sem se esquecer de cuidar da saúde.

Terça, 14 Fevereiro 2012 20:58

Decisão republicana e democrática

Escrito por

Por Cesar Vanucci *

 

“Compartilho do pensamento de Louis Brandeis:

“Nas coisas do poder, o melhor detergente é a luz do sol.”

(Ministro Carlos Ayres Brito, prestes a assumir a Presidência do STF, numa declaração em que assevera que ganho acima do teto é inadmissível)

 

A momentosa decisão do Supremo Tribunal Federal rejeitando, mesmo por placar apertado, a forte pressão de alguns órgãos representativos da categoria dos magistrados e conservando incólume a autonomia de investigação constitucionalmente assegurada do Conselho Nacional de Justiça, fez muito bem à Democracia. Desfez em parte o indisfarçável mal-estar produzido perante a opinião pública por certas reações corporativistas de claro achincalhe às decisões moralizadoras do Conselho.

Tais decisões – recordemo-nos -, inicialmente adotadas pelo corregedor Gilson Dipp e, mais adiante, com maior ênfase, pela corregedora Eliana Calmon, trouxeram a lume chocantes revelações. Revelações acerca de salários pagos que afrontam as regras gerais de remuneração estabelecidas para os servidores públicos. Revelações referentes a movimentações financeiras suspeitosas e a pagamentos milionários despropositados, à guiza de ajuda de custo, atribuídos a juízes e funcionários.

As auditorias efetuadas permitiram a descoberta de que no Estado do Rio de Janeiro, pra ficar num exemplo, alguns desembargadores, por conta de incabíveis benefícios que eles próprios resolveram se outorgar, chegam a apropriar-se de vencimentos mensais de até 150 mil reais, quantia infinitamente superior aos 26 mil reais instituídos como teto oficial remuneratório para agentes públicos. Teto esse, por sinal, que corresponde à remuneração atribuída ao presidente da mais alta Corte Judiciária do País.

Ainda falando do que acontece apenas no Rio de Janeiro, um servidor judiciário de posto elevado, cujo nome vem também associado a atividades fraudulentas múltiplas, foi pilhado em movimentações na conta pessoal da ordem de 283 milhões de reais, num único exercício. Tem mais: essa avultada soma é parte de um montante apurado de quase 600 milhões de reais em transações bancarias “consideradas atípicas”. São operações que envolvem 205 integrantes do setor judiciário em vários Estados, consoante levantamento feito pelo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf), por determinação do Conselho Nacional de Justiça.

Diante dos dados enunciados e de outras irregularidades não menos perturbadoras, outra não poderia ser, em verdade, convenhamos, a atitude dos doutos Ministros, senão preservar o poder de decisão investigatório do CNJ. Seu posicionamento, à altura das melhores tradições da judicatura brasileira, revelou bom senso, sentimento republicano, desejo de saudável transparência e crença nos valores democráticos. Rechaçou argumentos pueris, nascidos de caprichos e excessos corporativistas. Respondeu satisfatoriamente ao clamor altivo da sociedade como um todo. E, certeiramente, atendeu à aspiração da imensa maioria dos magistrados brasileiros. Uma maioria, estamos certos, que vê nessa ação desvirtuada de uma minoria enredada em procedimentos contrapostos aos padrões éticos e retilíneos desejáveis na atuação da nobre categoria um fator de intranquilidade social. Uma gritante distorção, a ser convenientemente extirpada, da imagem impoluta que a opinião pública conserva, por razões de sobra, de sua conduta profissional.

Nessa história toda há que se louvar ainda a postura destemida da Corregedora Eliana Calmon. Os agravos e doestos de que tem sido alvo por parte de um reduzido grupo não ofuscaram, afortunadamente, o brilho do trabalho por ela executado. Um trabalho que rendeu reconhecimento para que pudesse ocupar, com todo mérito, um lugar de realce na admiração e  apreço das ruas.

O que todos os setores sinceramente engajados na discussão do palpitante tema passam a desejar, a partir dessa resolução do Supremo, é que a Reforma Judiciária seja apressada. Seja incluída, ao lado da Reforma Política, da Reforma Tributária e de outras mais, no rol dos estudos prioritários exigidos, neste momento, pela ânsia brasileira de progresso, em nome do aprimoramento do exercício das coisas públicas em nosso País.

*  O jornalista Cesar Vanucci (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) escreve para o Blog semanalmente.

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) abriu concurso para selecionar o projeto de criação do troféu Vasconcelos Sobrinho, o qual será entregue em solenidade durante a Semana do Meio Ambiente, em junho próximo. Pode participar qualquer pessoa com habilidade artística, profissional ou amadora, desde que tenha mais de 18 anos e concorra com um projeto inédito e de autoria própria. O valor bruto do prêmio é R$ 15 mil e os concorrentes devem entregar a documentação e o protótipo do troféu no dia 19 de março, das 9h30 às 17h30, na Comissão Permanente de Licitação, na sede da Agência. O resultado será publicado no dia 21 de março no Diário Oficial.

A ficha de inscrição está disponível no portal da Agência (www.cprh.pe.gov.br) e não é preciso pagar nada para participar. As matérias-primas utilizadas poderão ser madeira, vidro, pedra, granito, ferro, aço, tecido, borracha natural, palha, cobre, mármore, entre outros materiais naturais.  A comissão julgadora será composta por cinco membros indicados pela CPRH; Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe); Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas); Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A representação do meio ambiente no projeto de criação será o critério avaliatório que valerá mais: cinco pontos. Os demais: criatividade, originalidade, robustez, durabilidade e portabilidade valerá, cada, um ponto. Importante frisar que cada candidato poderá participar com apenas um projeto e que estão impedidos de concorrer servidores e diretores que prestem serviço à CPRH; assim como seus cônjuges e parentes até terceiro grau; pessoa jurídica ou membros da comissão de seleção do concurso.

O Prêmio Vasconcelos Sobrinho completa em 2012, 22 anos de criação e é um reconhecimento do Governo do Estado de Pernambuco, por meio da CPRH, às pessoas e instituições atuantes na defesa do meio ambiente. Atualmente, os candidatos concorrem em onze categorias: Responsabilidade Ambiental, Personalidade do Meio Ambiente, Projetos e Práticas Educacionais, Participação Comunitária, Destaque Florestal, Destaque Internacional, Destaque Nacional, Destaque Jurídico, Destaque Judiciário, Destaque Ministério Público Federal e Destaque Ministério Público Estadual.

Terça, 14 Fevereiro 2012 20:36

Sala de aula virtual

Escrito por

Por Alice Marcondes, da Envolverde

“Olá, bem-vindo ao Kuadro! Aqui você encontra a resposta para aquela pergunta que não conseguiu fazer durante a aula!”. É com esta saudação que o internauta que acessa o Kuadro.com.br é recebido. Fruto de uma inciativa do engenheiro e professor Bruno Werneck, o site oferece aulas de disciplinas do ensino médio e dicas de estudo, para alunos que tenham alguma dificuldade de aprendizagem ou que apenas queiram esclarecer dúvidas e reforçar o que aprenderam em sala de aula. Todo o conteúdo é gratuito e está disponível em formato de vídeo, com animações e explicações em linguagem simples, feitos pelo próprio criador do site e sua esposa, a bióloga e também professora Lucimara Anacleto Barbosa Gomes Werneck.

Bruno conta que a princípio imaginava fazer um site onde as pessoas pudessem montar listas de exercícios, porém, ao conhecer o portal norte-americano Khan Academy (www.khanacademy.org), que oferece aulas de matemática e ciências semelhantes às do Kuadro, considerou o formato mais adequado à cultura brasileira. “O vídeo é uma ferramenta que está mais próxima do perfil do estudante brasileiro. Não temos o hábito de fazer exercícios. Os alunos gostam mais de assistir a aula e ter uma resposta rápida. Como o Brasil não tem um histórico de leitura muito grande na sociedade, a nossa capacidade de concentração é um pouco menor. Fizemos algumas pesquisas, onde perguntamos para os alunos como eles mais gostavam de estudar. Alguns afirmaram ir ao plantão da escola, outros que contratavam um professor particular, mas esta é uma opção para quem tem dinheiro. Entre os alunos da escola pública, a maior parte disse ir à lan house, ou acessar a internet em casa para estudar pelo Youtube. Baseados nessas informações optamos pelos vídeos”, comenta o engenheiro.

Além de funcionar como uma espécie de professor particular gratuito, o Kuadro pode ser uma opção para quem não tem tempo livre para estudar. “Hoje com as facilidades tecnológicas, a pessoa pode assistir os vídeos enquanto está no ônibus, por exemplo”, ressalta Bruno. Outra vantagem é o fato de as aulas serem curtas. “As disciplinas são divididas por temas, seguindo o cronograma dos livros didáticos, e cada aula tem em média cinco minutos de teoria. Caso o aluno queira ver exemplos ou resoluções de exercícios, ele acessa o vídeo seguinte. O aluno também pode enviar suas dúvidas. Nós respondemos por e-mail ou, se considerarmos que é necessário, montamos um vídeo”, complementa. Cerca de cem novos vídeos são incluídos no portal mensalmente.

No ar desde novembro do ano passado, o site não conta com nenhum tipo de patrocínio. Foi inteiramente montado por Bruno que, junto com Lucimara, grava as aulas durante a noite e finais de semana, já que ambos têm o dia ocupado por seus empregos. Ele explica que está montando uma associação sem fins lucrativos, “assim poderemos captar recursos. Vamos montar um projeto para estimular a rede de ensino pública a utilizar o Kuadro. Queremos orientar os educadores para que aproveitem bem a ferramenta”, diz. Além disso, caso consiga o financiamento, Bruno pretende contratar professores para produzirem vídeos voltados para o ensino fundamental e superior. “Pretendemos também que, futuramente, as pessoas possam colaborar enviando seus vídeos”, finaliza.

Desfile pelo Sítio Histórico começa às 15h, com concentração às 14h, na Praça do Carmo. Este ano, o Bloco celebra os 30 anos do título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, concedido a Olinda, pela Unesco.

A paz cai na folia, nesta quarta-feira (15). Crianças, jovens e adultos do Programa Escola Aberta levantam a bandeira contra a violência durante o tradicional desfile do Bloco da Paz. A concentração começa a partir das, 14h na Praça do Carmo, com saída prevista para às 15h. Este ano, o Bloco homenageia os 30 anos do título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, concedido a Olinda.A animação está garantida por orquestra e passistas de frevo, percussionistas, bonecos gigantes, papangus, dançarinos, caboclinhos, entre outros.
As quatro alas do Bloco estarão devidamente caracterizadas levando os foliões num passeio pela cultura, tradição e história das lutas libertárias da cidade. Sem esquecer a irreverência, o Bloco pretende ainda reforçar a Cultura da Paz, vivenciada pelos estudantes nas oficinas do projeto, realizadas nas escolas públicas durante os finais de semana.

Por Carolina Pimentel, da Agência Brasil

Começa hoje (14) na TV aberta a campanha contra a aids no carnaval. O vídeo é apresentado por dois jovens – um homem e uma mulher – que falam sobre a doença e apresentam dados. Não há um casal homossexual, como o vídeo postado no site do Ministério da Saúde e retirado em seguida.

Na semana passada, a pasta tirou do site do Departamento de DST (doenças sexualmente transmissíveis), Aids e Hepatites Virais o vídeo com um casal gay trocando carícias em uma boate. O ministério alegou que a peça faz parte da campanha, mas para ser veiculada somente em ambientes fechados e frequentados pelo público-alvo da edição deste ano, os jovens gays de 15 a 24 anos. Foi um erro, segundo a pasta, ter disponibilizado o vídeo no site. A retirada gerou críticas de entidades da sociedade civil de combate à aids e é vista como um recuo do governo.

No vídeo para a rede nacional de TV, os jovens falam sobre a incidência da aids, o aumento de 10% de casos da doença entre os jovens gays e o uso regular de preservativos por apenas 43% dos jovens.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, explicou que a mensagem dá prioridade aos dados epidemiológicos e busca sensibilizar a juventude para o fato de que a aids não tem cura. A ideia, segundo ele, é usar estratégias de comunicação diferentes para a população em geral e o público gay.

“O conteúdo que queremos passar na TV aberta para o conjunto da sociedade não era possível fazer naquela estratégia de vídeos para o público específico”, disse.

Segundo Padilha, o vídeo colocado no site do ministério com o casal gay, retirado em seguida, nunca foi cogitado para transmissão na rede nacional de televisão. O ministério chegou a informar em sua página que os filmes para TV e internet iriam apresentar homens gays e um casal heterossexual prestes a ter relação sexual sem camisinha. Então, personagens – uma fadinha e um siri – surgiriam trazendo o preservativo. As informações não constam mais do portal.

“Foi um erro, tanto que determinei a retirada imediata. Aquele vídeo nunca foi pensado para ser colocado na TV aberta”, explicou.

O filme removido mostra um casal homossexual trocando carícias em uma boate e quando decide ter uma relação sexual, uma fadinha aparece com o preservativo. O conceito da campanha é “Na empolgação, pode rolar de tudo. Só não rola sem camisinha. Tenha sempre a sua”.

Para o presidente do Fórum de Organizações Não Governamentais Aids de São Paulo, Rodrigo Pinheiro, o vídeo para a televisão aberta é burocrático e não cativa o público-alvo. Ele discorda da decisão do governo de produzir material diferenciado para a TV aberta e os ambientes segmentados, além de defender a veiculação do filme com o casal gay na rede nacional de televisão.

“Não faz o menor sentido. Vão interromper uma festa [na boate] para colocar o vídeo”, disse. “É totalmente fora de foco. É falta de encarar o problema de frente”.

A organização pretende ingressar com uma denúncia no Ministério Público Federal contra o ministério, alegando desperdício de dinheiro público, e recorrer também a organismos internacionais de direitos humanos.

Mais em http://www.aids.gov.br/


Terça, 14 Fevereiro 2012 15:15

André Trigueiro lança Mundo Sustentável 2

Escrito por

AndreTrigueiroDo Mercado Ético

Onde a economia de baixo carbono já é realidade? Como medir o valor monetário dos serviços ambientais prestados pelos ecossistemas? Por que o país campeão mundial de água doce necessita de investimentos urgentes para evitar o colapso no abastecimento?

Essas e outras reflexões estão no mais novo livro do premiado jornalista ambiental André Trigueiro. Talvez a grande voz da sustentabilidade da atualidade no Brasil, ele lançou no último dia 13 de fevereiro, em São Paulo, o “Mundo sustentável 2 – novos rumos para um planeta em crise”. A obra reúne artigos do autor publicados em jornais e na internet, além de comentários e reportagens feitas na rádio e na TV.

Dessa vez, Trigueiro também convidou alguns notáveis da sustentabilidade para discorrerem sobre o tema. Entre eles estão o escritor indígena Marcos Terena e o sociólogo Sérgio Abranches. O prefácio ficou por conta de Washington Novaes, outro jornalista ambiental de grande destaque na mídia do país.

Leitura indispensável para todas as pessoas, preocupadas ou não com as questões socioambientais da Terra.

Todo o valor referente arrecadado com os direitos autorais de “Mundo sustentável 2” será doado para o CVV (Centro de Valorização da Vida), que está completando 50 anos de serviço voluntário de apoio emocional e prevenção do suicídio (www.cvv.org.br).

Terça, 14 Fevereiro 2012 14:46

Como fazer uma horta vertical com calha de PVC

Escrito por

Para fazer essa horta, dê preferência à materiais reciclados, restos de uma reforma, ou peça para alguém que terminou uma obra recentemente.

horta_7

Esta horta vertical é ideal para pequenos espaços.

A horta vertical é uma técnica a ser adotada onde há pouco espaço disponível para manutenção de hortas convencionais; permite o cultivo de hortaliças orgânicas em calhas de PVC. para aproveitamento do espaço vertical.

O cultivo de hortaliças em espaço reduzido tem se tornado prática comum em ambientes urbanos.
Aproveitam-se varandas de apartamentos e pequenos quintais para o cultivo orgânico de hortaliças (livres de agrotóxicos e adubos químicos) para o consumo familiar.
Há, também, aqueles que, possuindo um pouco mais de espaço, transformam a atividade em um pequeno negócio.

As técnicas comumente utilizadas possibilitam um cultivo orgânico de hortaliças, dispensando a necessidade de canteiros de terra, embora não dispensando o uso da terra.
É diferente da hidroponia, cujo sistema de plantio depende de adubação química que é incompatível com um sistema orgânico de cultivo.

Para a confecção de canteiros utilizando materiais recicláveis, a escolha vai depender da vontade de cada pessoa, de conformidade com o ambiente em que ela pretende instalar a horta.

Lista do material necessário:

  • 1 calha de PV
  • 6 tampas ou acabamentos de PVC
  • 2 cabos aço de 1/8 pol. cortados na medida desejada
  • 6 rebites (veja na foto)
  • 2 ganchos para prender

Ferramentas:

  • Furadeira
  • Serra circular
  • Trena
  • Caneta para fazer a marcação
  • Nível
  • Protetor para os olhos

oportunidade3

Inscrições podem ser feitas, via internet, até o dia 14 de fevereiro. Remuneração varia entre R$ 1.328,40 e R$ 7.826,52

Como reflexo do bom momento que vive a economia do estado, que também impacta as micro e pequenas empresas locais, o Sebrae em Pernambuco abre processo seletivo para o preenchimento de 38 vagas de nível médio (Assistente) e superior (Analista Técnico I, II e III) no Recife e nos municípios de Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Serra Talhada, Garanhuns, Araripina e Petrolina.


As inscrições estão abertas e podem ser feitas via internet por meio do site www.ipad.com.br/sebraepe2012 até o dia 14 de fevereiro. A taxa de inscrição pode ser paga, por meio de boleto bancário, em qualquer agência bancária ou casa lotérica até o dia 27 de fevereiro. Para Assistente II, o valor da inscrição é de R$ 50,00. Candidatos a Analista I pagam R$ 80,00 e a Analista II e III, R$ 100,00.

Além de remuneração que varia de R$ 1.328,40 a R$ 7.826,52, os aprovados no processo seletivo terão direito a benefícios como assistência médico-hospitalar e odontológica, vale-transporte, seguro de vida em grupo e auxílio alimentação ou refeição, entre outros.

A aplicação das provas objetiva e discursiva está agendada para o dia 18 de março, em locais e horários a serem divulgados. Para as vagas de Assistente II, o candidato precisa comprovar apenas a formação completa em nível médio. Para os cargos de Analista I, II e III há vagas para profissionais de perfil generalista e com formação em áreas como Contabilidade e Direito. A depender do cargo pretendido, os candidatos serão submetidos ainda à análise de títulos e experiência profissional.

O processo seletivo tem prazo de validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. A seleção está sendo executada pelo Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico (Ipad). O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 15 de maio.

Serviço

Processo seletivo do Sebrae em Pernambuco
Vagas: 38 vagas para nível médio e superior
Cargos: Assistente II
Analista I, II e III
Remuneração: De R$ 1.328,40 a R$ 7.826,52

Inscrições: Até 14 de fevereiro pelo site www.ipad.com.br/sebraepe2012
Taxas: Assistente – R$ 50,00
Analista I – R$ 80,00
Analista II e III – R$ 100,00
Aplicação da prova: Dia 18 de março

Terça, 14 Fevereiro 2012 13:28

Que tal trocar o elevador pelas escadas?

Escrito por

AF-escadasPublicado no Blog Meio Ambiente & Sustentabilidade

A proposta está sendo feita em Nova Iorque e vem dando bons resultados: trocar o uso diário do elevador pelas escadas.

Antes da campanha, lançada 2008, 9,2% dos moradores de três prédios, por exemplo, faziam a troca. Agora, o índice é de 34,7%.

O projeto da prefeitura tem duplo objetivo.

De um lado, estimular a prática de exercícios físicos, com um argumento ao gosto dos dias atuais: “queima de calorias”.

A prefeitura ressalta a pesquisa de que homens habituados a subir 20 andares por semana têm 20% de risco de morte menor do que os sedentários.

Por outro, economizar energia elétrica. É o apelo para cuidar bem do planeta.

Além da sensibilização, o governo disponibiliza o material da campanha gratuitamente.

Conseguir os cartazes é fácil. Basta acessar o site da cidade e baixá-los. Ou solicitando o envio do material por telefone.

E você trocaria o elevador pelas escadas?

Quinta, 09 Fevereiro 2012 20:56

LBV promove campanha pela infância brasileira

Escrito por

Foto_da_campanha_Crianca_Nota_10Iniciativa beneficia crianças e adolescentes com uniforme e material escolar

A Legião da Boa Vontade (LBV) promove em todo o Brasil, a edição 2012 de sua Campanha Criança Nota 10 — Sem Educação não há Futuro!. A iniciativa tem por objetivo despertar em meninas e meninos de 6 a 12 anos maior interesse pelos estudos, assim como ajudar os pais que não têm recursos para adquirir o material escolar.

Serão entregues uniformes e mais de 12 mil kits pedagógicos a crianças e adolescentes atendidos por meio do programa LBV — Criança: Futuro no Presente!, aplicado nos Centros Comunitários de Assistência Social da Instituição em dezenas de cidades brasileiras. Com essa ação, a LBV complementa o trabalho realizado em suas unidades de atendimento — onde oferece o apoio necessário para que crianças e adolescentes possam efetivar o aprendizado com qualidade, longe das ruas ou do isolamento —, bem como ampara famílias em situação de vulnerabilidade social, ou seja, que sofrem em decorrência da pobreza, da violência, da discriminação e de outros problemas.

Os kits são constituídos de acordo com a faixa etária dos estudantes. Entre os diversos itens, há estojo, lápis preto e de cor, canetas, apontador, borrachas, tesoura, tubos de cola, tinta guache, cadernos, papel sulfite reciclado, régua, dicionário da língua portuguesa (com a nova ortografia) e jogo pedagógico.

Educar com Espiritualidade Ecumênica

A base e o diferencial de todas as ações socioeducacionais da Legião da Boa Vontade são a Pedagogia do Afeto e a Pedagogia do Cidadão Ecumênico, que compõem a linha educacional da Instituição. Utilizada diariamente nas unidades da LBV, a proposta leva em conta o aspecto cognitivo das pessoas, sem perder de vista o potencial emocional, o sentimento delas. Essa abordagem se fundamenta na formação integral do ser humano, já que este é considerado em suas dimensões física, psicológica, social e espiritual — o que é essencial para a construção de uma sociedade verdadeiramente solidária.

Para saber mais sobre o trabalho socioeducacional da LBV em Recife/PE, basta ligar para o tel. (81) 3413.8600 ou acessar o site www.lbv.org.br. Quem desejar contribuir para a manutenção dos programas desenvolvidos pode fazê-lo pelo site www.eujudoamudar.org.

Quinta, 09 Fevereiro 2012 20:50

Câncer de Mama

Escrito por

Por Paiva Netto*

Sábado (4/2) foi o Dia Mundial Contra o Câncer, e domingo (5/2) o Dia Nacional da Mamografia. Aproveito as datas para chamar a atenção sobre um mal que acomete cada vez mais pessoas.

Reportagem feita por Sabrina Craide, da Agência Brasil, informa que “o câncer de mama é o segundo tipo mais frequente da doença no mundo (atrás do câncer de pulmão) e deverá ter aproximadamente 52,7 mil novos casos no país este ano, de acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca)”.

Conforme ressalta o Inca, “o exame clínico da mama deve ser feito uma vez por ano pelas mulheres entre 40 e 49 anos. E a mamografia deve ser realizada a cada dois anos por mulheres entre 50 e 69 anos, ou segundo recomendação médica”. E mais: “Embora a hereditariedade seja responsável por apenas 10% do total de casos, mulheres com história familiar de câncer de mama, especialmente se uma ou mais parentes de primeiro grau (mãe ou irmãs) foram acometidas antes dos 50 anos, apresentam maior risco de desenvolver a doença. Esse grupo deve ser acompanhado por médico a partir dos 35 anos. (...)”

Quando detectado nos estágios iniciais, as chances de cura são de aproximadamente 95%. Contudo, aponta Ricardo Caponero, diretor técnico-científico da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), “ainda falta conscientização das mulheres para a importância da realização periódica da mamografia. (...) Apenas 30% das mulheres fazem o exame”. Desde 2009, o exame tem cobertura gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS), direito assegurado pela Lei 11.664/2008. Em prol de sua saúde, as mulheres não podem abrir mão desse benefício.

PREVENÇÃO

Para melhor conhecimento de todos sobre o assunto, vale consultar o site do Inca, www.inca.gov.br. Vejam, por exemplo, algumas dicas de prevenção:

“Evitar a obesidade, através de dieta equilibrada e prática regular de exercícios físicos, é uma recomendação básica para prevenir o câncer de mama, já que o excesso de peso aumenta o risco de desenvolver a doença. A ingestão de álcool, mesmo em quantidade moderada, é contraindicada, pois é fator de risco para esse tipo de tumor, assim como a exposição a radiações ionizantes [raios x, por exemplo] em idade inferior aos 35 anos”.

 

AGRADECIMENTO

Recebi do coronel Sila Pereira Rocha, comandante do 5o Grupamento de Bombeiros Militar, agradecimento ao apoio da Legião da Boa Vontade às vítimas das cheias dos rios Paraíba do Sul e Muriaé, que atingiram diversas cidades banhadas por eles no norte fluminense.

“Vale salientar a participação da LBV, que, mesmo antes da primeira solicitação de água potável para os municípios de Campos dos Goytacazes e Cardoso Moreira, já se antecipou com uma entrega de 42 toneladas de água mineral, que foram disponibilizadas para vários municípios atingidos.”

Prosseguiu o comandante: “Sinto-me no dever de parabenizar a LBV pela presteza, solidariedade e seriedade com que tratou os assuntos de apoio aos desabrigados e desalojados. (...) Apresento protesto de mais elevada estima e consideração”.

Grato, coronel Sila. É como costumo dizer, Força Armada e Civil, tudo é Brasil!

 

José de Paiva Netto,Presidente da LBV.

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. www.boavontade.com

Quinta, 09 Fevereiro 2012 20:05

O dia em que Portinari não piou em Nova Iorque

Escrito por

Por Marília Balbi | Imagem: estudos para Guerra e Paz, de Cândido Portinari

Uma agenda extensa de comemorações marcará, em 2012, os 50 anos da morte de Cândido Portinari, que se completaram em 6 de fevereiro. Em São Paulo, o Memorial da América Latina exibe, “Guerra” e “Paz” os murais mais famosos do pintor, cuja instalação permanente é a sede das Nações Unidas, em Nova Iorque. Eles foram restaurados no ano passado, no Museu Gustavo Capanema, no Rio, em trabalhos abertos ao público. Outros eventos ocorrerão em diversas cidades do país.

Há uma bibliografia razoável sobre o pintor. Entre os livros não-esgotados, uma excelente opção é o breve — porém denso — perfil produzido pela jornalista Marília Balbi. Intitula-se “Portinari, o pintor do Brasil” e foi publicado em 2003 pela Editora Boitempo, uma parceira de “Outras Palavras”. Integra a coleção “Pauliceia”, dirigida por Emir Sader. Na semana do cinquentenário (até 12/2), está sendo vendido com desconto de 50% (por R$ 17,50). O trecho — curioso e revelador — que publicamos a seguir é seu capítulo inicial.

Aquela data era aguardada havia muitos anos por todo o mundo. Finalmente, no dia 6 de setembro de 1957, os gigantes painéis Guerra e Paz foram apresentados nas paredes do Hall dos Delegados da sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque. A presença daquela obra monumental ali – na casa que deve zelar pelo bem-estar de todos os homens da Terra – era obviamente carregada de sentido. As expressões de dor e esperança pintadas nos dois painéis de 140 metros quadrados simbolizam, de um lado, o flagelo das guerras irracionais e, de outro, o regozijo da harmonia entre as nações. Dois lembretes para a eternidade.

Curiosamente, a cerimônia de inauguração do monumento à humanidade foi discreta, e poucos foram os convidados. Em especial, um esteve ausente: o autor dos dois painéis, Cândido Portinari.

Os tempos eram outros. Os Estados Unidos viviam o auge do macartismo, a doutrina de proteção americana contra ações supostamente subversivas, cujo expoente anti-comunista foi o senador Joseph McCarthy. Portinari, por sua vez, era um declarado comunista e fora candidato à Câmara Federal, em 1945, e ao Senado, em 1947, pelo “partidão”. Duas posturas inconciliáveis nos idos da Guerra Fria. Por isso, desde os anos 1940, Portinari vinha tendo sua entrada nos EUA negada.

Mas como manter aquela proibição no momento em que o artista brasileiro, reconhecido em todo o mundo, tinha sua gigantesca obra em defesa da paz afixada em caráter permanente na “casa de todas as nações”?

O mal-estar crescia. Esperava-se uma posição conciliatória do governo americano. Após a intervenção da diplomacia brasileira, encontrou-se uma solução: bastava que Portinari solicitasse o visto americano no Brasil e este lhe seria concedido. Isso não ocorreria. Homem de personalidade forte, Portinari queria um convite oficial de Washington para pisar em solo americano. Assim era o homem.

O episódio envolvendo Guerra e Paz foi apenas mais um constrangimento a que Cândido Portinari foi submetido durante a vida. Como diversos artistas, ele foi perseguido, cerceado, estigmatizado pelas posições de esquerda. A polícia política brasileira, por exemplo, acompanhou seus passos durante décadas. O Departamento Estadual de Ordem Política e Social – o famigerado Deops – acumulou notícias a seu respeito até mesmo depois de sua morte, em 1962.

Ele explicava a quem perguntasse por que se aproximara da política. A Vinícius de Moraes, confidenciou, em texto publicado postumamente, em março de 1962: “Não pretendo entender de política. Minhas convicções, que são fundas, cheguei a elas por força da minha infância pobre, de minha vida de trabalho e luta, e porque sou um artista. Tenho pena dos que sofrem, e gostaria de ajudar a remediar a injustiça social existente. Qualquer artista consciente sente o mesmo”.

Portinari pintou o povo sofrido, a miséria, o homem de enxada na mão, pés na terra – o trabalhador brasileiro. Pela primeira vez, um artista expressou a tragédia do Nordeste do Brasil assolado pela seca. Ou como sintetiza de maneira brilhante seu único filho, João Cândido, Portinari “fez do pincel sua arma para denunciar as injustiças e os valores sociais e humanos”.

O artista começou retratando sua aldeia. Depois, partiu para o universal. Das crianças brincando na terra roxa em sua natal Brodósqui às crianças dos painéis da ONU. Temas universais também estão presentes na mulher com o filho morto nos braços – a Pietà nordestina – e nos horrores da guerra. Visionário e esperançoso, pintou um judeu e um árabe de braços dados.

As imagens que ele criou são facilmente reconhecidas por todos. Muitas delas nem sequer saem de nossa memória. Assim que tentamos conceber a cena de um trabalhador, imediatamente nos vêm à mente seu estivador, seu lavrador de café, seu sorveteiro, seu operário, seu lenhador ou ainda o sapateiro de Brodósqui. O mesmo ocorre com os pobres e miseráveis: de pronto, suas favelas, seus morros e as figuras esquálidas da série Retirantes nos preenchem a visão.

Reconhecemos nessas obras nossa gente, nossas dores e nossa esperança – além das marcas inconfundíveis de um grande artista.


Portinari, o pintor do Brasil,
de Marília Balbi.
Editora Boitempo, 2003. 176 páginas, R$ 17,50 até 12/2 (depois, preço normal: R$ 35
).

twitter

Apoio..................................................

mercado_etico
ive
logotipo-brahma-kumaris